Esporte

Final da Liga dos Campeões entre Real e Atlético tem 5 pontos-chave

27/05/2016 13h07

Luis Villarejo.

Milão (Itália), 27 mai (EFE).- Real Madrid e Atlético de Madrid se encontrarão neste sábado, na final da Liga dos Campeões da Europa, em duelo de grandes times, com estrelas, mas que pode ser definido por alguns detalhes, como toda boa decisão.

Desde os goleiros, que precisaram suar muito a camisa para se firmar, passando pelos zagueiros-artilheiros até chegar aos centroavantes "cascudos", os dois lados da cidade mais vezes campeã na história da competição - chegará a 11 títulos -, têm armas poderosas.



Confira cinco pontos-chave da decisão da Liga dos Campeões:.



.1. Os goleiros.

O esloveno Jan Oblak tinha uma missão que parecia impossível no Atlético: fazer todos esquecerem Thibaut Courtois. Isso ele fez em poucos meses, e no fim da segunda temporada no clube terá o desafio de segurar o poderoso "trio BBC". Já o costarriquenho Keylor Navas esteve com pé fora do Real Madrid, em negociação que taria David de Gea e o levaria ao Manchester United. O sentimento de rejeição não o tomou e um dos destaques da Copa do Mundo de 2014 virou o dono indiscutível do gol dos 'blancos'.



.2. Os laterais.

Juanfran e Filipe Luis são um pouco da alma do Atlético, com muita energia e entrega na defesa e qualidade no setor ofensivo. Contra os dois, Cristiano Ronaldo sofreu nos últimos encontros, sempre muito bem marcado. No Real, Marcelo é a aposta, com a esperança de repetir o que fez em Lisboa, quando sequer foi titular, mas mudou o rumo daquela decisão. No lado direito, Dani Carvajal, discreto e aplicado é um dos homens que garante equilíbrio ao time de Zinedine Zidane.



.3. Cobradores de faltas.

Real e Atlético "proibem" que os rivais façam faltas nas proximidades da área, pela qualidade técnica de cobradores. Cristiano Ronaldo e Antoine Griezmann já mostraram capacidade de superar goleiros. O primeiro chuta de qualquer distância, o segundo gosta de bater de perto, para colocar veneno na bola. Além disso, Gareth Bale também é opção para os 'blancos'.



.4. Bola aérea.

Dois anos atrás, em Lisboa, Diego Godín marcou de cabeça para o Atlético, e Sergio Ramos empatou dessa forma para o Real, antes dos gols na prorrogação que valeram o título para o então nove vezes campeão. Ambos, além de Pepe, Casemiro, Fernando Torres, são outras armas que tornam as cobranças de escanteio uma arma letal para os dois times.



.5. Centroavantes "cascudos".

Fernando Torres e Karim Benzema já venceram 'Champions', passaram por altos e baixos, mas contam com total apoio de torcedores, companheiros e integrantes de comissão técnica. Em jogo de forte marcação, luta e poucos espaços, os dois homens de área poderão ser decisivos e se tornarem protagonistas na decisão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo