Esporte

Bem nas Eliminatórias, Equador quer quebrar sina de fracassos na Copa América

01/06/2016 19h57

Remberto Moreira.

Guayaquil (Equador), 1 jun (EFE).- Rival do Brasil na primeira rodada do grupo B, a seleção equatoriana, que esteve presente em três das últimas quatro Copas do Mundo, tentará nos Estados Unidos quebrar um jejum de quase 20 anos sem passar da primeira fase da Copa América.

A última vez que a 'Tri' chegou às quartas de final da competição foi em 1997, na Bolívia, quando liderou grupo que tinha Argentina, Paraguai e Chile, mas caiu na sequência, derrotado nos pênaltis pela seleção mexicana.

Depois disso, em seis edições da Copa América, a seleção jogou 18 partidas e só venceu duas, empatou uma e perdeu em 15 oportunidades. Além disso, em quatro oportunidades os equatorianos ficaram na última colocação da chave.

O desempenho contrasta, por exemplo, com o momento dos comandados por Gustavo Quinteros nas Eliminatórias para a Copa do Mundo. A invencibilidade na competição só foi perdida na sexta rodada, com derrota para a Colômbia por 3 a 1, fora de casa, que resultou em queda para a vice-liderança, atrás do Uruguai.

O técnico argentino naturalizado boliviano, aliás, manteve a base que vem participando dos jogos classificatórios para o Mundial de 2018, que também esteve na última Copa América, no Chile. Um dos "reforços", com relação ao torneio do ano passado é o meia-atacante Antonio Valencia, do Manchester United.

Por outro lado, Felipe Caicedo, um dos principais homens de referência do ataque da seleção, ficará fora mais uma vez por causa de problema físico sofrido no fim da temporada do Espanyol, clube que defende.

Apesar de alguns nomes badalados, como o meia Jefferson Montero, do Swansea, e o atacante Enner Valencia, do West Ham, a principal força do Equador de Quinteros é o jogo coletivo, tanto para estabelecer forte marcação como para impor ataques em alta velocidade.

Entre os prováveis titulares da 'Tri' na Copa América estarão o zagueiro Frickson Erazo, do Atlético Mineiro, e o atacante Miller Bolaños, do Grêmio, que será a principal esperança de gol com a ausência de Caicedo.

Os equatorianos encararão o Brasil na primeira rodada do grupo B, neste sábado em Pasadena. Depois, será a vez de encarar a seleção peruana, em Glendale, e a haitiana, em East Rutherford.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo