Esporte

O ressurgir da Jamaica

01/06/2016 20h05

Juan José Lahuerta.

Redação Central, 1 jun (EFE).- A seleção da Jamaica disputará nos Estados Unidos sua segunda Copa América consecutiva e voltará a enfrentar a elite do continente para tentar ressurgir no cenário internacional do futebol.

Os "Reggae Boyz" sentiram o gosto de disputar uma Copa do Mundo, em 1998, na França, mas não conseguiram voltar, e tentam voltar a trilhar um caminho bem-sucedido.

Em um âmbito local, os jamaicanos conquistaram títulos (Copa do Caribe em 1998, 2005, 2008, 2010 e 2014), participaram da Copa América do ano passado e foram vice-campeões da última Copa Ouro, com derrota para o México por 3 a 1 na final.

O título da Copa do Caribe e a recente evolução renderam à Jamaica uma vaga na edição de centenário da Copa América. A seleção terá agora a oportunidade de melhorar o desempenho do ano passado, quando não conseguiu somar nenhum ponto na fase de grupos.

No entanto, apesar de terem perdido todas as três partidas disputadas no Chile, os "Reggae Boyz" se despediram do torneio com uma boa imagem, após jogos duros contra Argentina, Paraguai e Uruguai, que venceram os jogos por 1 a 0.

Com esse espírito combativo, o elenco jamaicano tentará melhorar o resultado obtido na única Copa América da qual participou até o momento.

A equipe comandada pelo técnico alemão Winfried Schäfer, no cargo desde o dia 18 de julho de 2013, já não será vista como totalmente desconhecida, embora a maior visibilidade tenha ocorrido na Copa do Mundo da França, mas sem tanta ansiedade desta vez.

No entanto, o respeito aos ídolos é enorme na Jamaica e nomes como o de Theodore Whitmore ainda seguem na memória do país. O ex-meia, hoje técnico, marcou os dois gols da vitória por 2 a 1 da seleção jamaicana sobre o Japão em 1998, a primeira e única do país em Mundiais.

Foi Whitmore quem dirigiu a Jamaica antes da chegada de Schäfer após vários fracassos nas fases de classificação para as Copas do Mundo de 2002, na Coreia e no Japão; de 2006, na Alemanha; 2010, na África do Sul; e 2014, no Brasil.

Sob o comando de Whitmore, a equipe quase alcançou a classificação para disputar a competição no Brasil. Schäfer conseguiu aproveitar o trabalho do antecessor e tentará fazer com que os "Reggae Boyz" passem de uma fase de grupos pela primeira vez na história.

Pela frente, a Jamaica terá uma das seleções favoritas, o Uruguai, além de Venezuela e México, que completam o Grupo C da competição. A princípio, a classificação para as quartas de final seria uma surpresa, mas tudo é possível para uma equipe em pleno crescimento.

O treinador alemão conseguiu reunir um grupo competitivo, mesclado entre jovens e veteranos, com nomes promissores como Darren Mattocks, de 25 anos, atacante atrevido que se destaca no Vancouver Whitecaps, do Canadá.

Sem dúvida, o principal jogador da seleção é o zagueiro veterano Wes Morgan, de 32 anos, capitão e ícone do Leicester City. A presença de um campeão do Campeonato Inglês pode servir para passar experiência ao elenco após uma temporada cheia de emoções e tensão que acabou com sucesso.

A maior parte dos jogadores que habitualmente são convocados pelo técnico jogam na Inglaterra e nos Estados Unidos. Os zagueiros Adrian Mariappa, do Crystal Palace; Kemar Lawrence, do New York Red Bulls; e Je-Vaughn Watson, do FC Dallas, são algumas das esperanças de uma equipe que espera acabar entre os dois primeiros do grupo para avançar às quartas de final.

A Jamaica estreará no torneio contra a Venezuela, no dia 5 de junho, em Chicago. A segunda partida será no dia 9, contra o México, em Pasadena. O último adversário pela fase de grupos será o Uruguai, no dia 13, em San Francisco.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo