Esporte

Neymar e Tévez são ausências mais notáveis da Copa América

02/06/2016 18h44

(Atualiza série enviada ontem com o corte do volante Luiz Gustavo).

Antonio Torres del Cerro.

Redação Central, 2 jun (EFE).- Neymar e o argentino Carlos Tévez estão entre as ausências mais midiáticas da edição de centenário da Copa América, na qual o uruguaio Luis Suárez desponta como principal dúvida devido a uma lesão muscular.

O torneio também não contará com outros nomes conhecidos, como os colombianos Falcao García e Jackson Martínez, os peruanos Claudio Pizarro, Jefferson Farfán e Juan Manuel Vargas, o paraguaio Roque Santa Cruz e os irmãos mexicanos Giovani e Jonathan dos Santos.

A ausência de Neymar é a mais significativa de todas, tanto pela qualidade individual como pelo fator midiático. Por exigência do Barcelona, o camisa 10 da seleção brasileira precisou escolher entre os Jogos Olímpicos, que serão disputados em agosto no Rio de Janeiro, e a Copa América.

Thiago Silva, Oscar, David Luiz e os recentes vencedores da Liga dos Campeões Marcelo e Danilo completam a lista de ausências mais notáveis do Brasil por opção do técnico Dunga.

A eles se juntaram de última hora quatro jogadores que foram convocados e acabaram cortados por lesão: o meia-atacante Douglas Costa, o goleiro Ederson, o meia Rafinha e o volante Luiz Gustavo. Kaká, Marcelo Grohe, Lucas Moura e Walace, respectivamente, foram escolhidos como seus substitutos, mas o camisa 10 do Orlando City, com dores musculares, acabou cortado, e Paulo Henrique Ganso foi chamado.

A Argentina, uma das favoritas ao título, também não contará com um dos jogadores mais renomados do país, Carlos Tévez. O atacante do Boca Juniors foi deixado fora da lista por opção do técnico Gerardo Martino.

Esta será a primeira Copa América que Tévez perderá desde que se tornou profissional, marcando presença nas edições de 2004, 2007, 2011 e 2015. O jogador não era titular no ataque da seleção argentina, setor em que concorria com Gonzalo Higuaín e Sergio Agüero.

O México também divulgou uma lista definitiva de convocados com muitas surpresas, já que o técnico Juan Carlos Osório deixou Carlos Vela e os irmãos Giovanni e Jonathan dos Santos fora por diferentes motivos.

Segundo o treinador, Vela, atacante da Real Sociedad, "não atravessa o melhor momento", enquanto Jonathan dos Santos, meia do Villarreal, se recupera de uma lesão que contraiu no início deste ano.

Giovani dos Santos, do Los Angeles Galaxy, foi o caso mais misterioso. O técnico mexicano reconheceu que o atacante "passa por bom momento e está marcando gols", mas "recusou o convite" para disputar a Copa América.

A Colômbia, outra forte concorrente, deixou de convocar por motivos técnicos jogadores importantes como Radamel Falcao García, Teófilo Gutiérrez, Abel Aguilar e Jackson Martínez.

Falcao, de futuro incerto pois não tem jogado no Chelsea, perdeu espaço na seleção, da mesma forma que "Teo" Gutiérrez no Sporting e Martínez, que se transferiu do Atlético de Madrid para o Guangzhou Evergrande, da China.

O centroavante Claudio Pizarro, de 37 anos, do Werder Bremen; o atacante Jefferson Farfán, de 31, do Al Jazira; e o lateral-esquerdo Juan Manuel Vargas, de 32, do Betis, são três destaques entre as ausências do Peru por decisão do técnico Ricardo Gareca.

A seleção peruana também disputará a competição sem dois nomes que se sobressaíram na Copa América de 2015, no Chile: Luis Advíncula, do Newell's Old Boys, e André Carrillo, do Sporting.

No atual campeão do torneio, o Chile, lesões inviabilizaram as participações do meia Felipe Gutiérrez, do Twente, e de Matías Fernández, da Fiorentina.

Já na seleção do Paraguai, Néstor Ortigoza, do San Lorenzo, e Roque Santa Cruz, do Málaga, também acabaram fora por contusões.

Maior vencedor da Copa América, com 15 conquistas, o Uruguai aguarda para saber as condições físicas da principal peça do elenco, o atacante Luis Suárez, do Barcelona. O jogador sofreu uma lesão muscular na perna direita na final da Copa do Rei e corre o risco de não estar completamente recuperado até a segunda fase do torneio.

A Bolívia não poderá contar com seu principal artilheiro, Marcelo Moreno, do Changchun Yatai, da China, que se recusou a participar da competição por divergências com o técnico, Julio César Baldivieso. EFE

atc-ag/vnm/id

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo