Esporte

Ban Ki-moon lembra Muhammad Ali como "campeão da igualdade e da paz"

04/06/2016 15h16

Nações Unidas, 4 jun (EFE).- O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, qualificou neste sábado o boxeador Muhammad Ali como um "campeão mundial em favor da igualdade e da paz" e destacou sua lendária luta contra a discriminação racial.

O ex-campeão dos pesos pesados morreu ontem à noite, aos 74 anos, em um hospital da cidade americana de Phoenix, onde tinha sido internado por complicações respiratórias.

Em comunicado, Ban expressou seus pêsames à família do pugilista e aos "muitos milhões de fãs seus que estão em luto por sua morte em todos os cantos do mundo".

"Foi muito mais que um lendário boxeador: foi um campeão mundial em favor da igualdade e da paz", acrescentou Ban, que destacou dele "sua incomparável combinação de princípios, encantamento, engenho e excelência".

"Lutou para conseguir um mundo melhor e usou sua plataforma para ajudar a melhorar a humanidade", destacou o secretário-geral das Nações Unidas.

Muhammad Ali foi nomeado mensageiro da paz da ONU em 1998, mas já nos anos 70 tinha apoiado às Nações Unidas em suas campanhas contra a discriminação radical e a injustiça.

Ban lembrou que na abertura dos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres, "teve a honra" de levar junto com Ali a bandeira olímpica, ambos vestidos de branco.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo