Esporte

Governo brasileiro destaca legado nos direitos civis deixado por Muhammad Ali

04/06/2016 16h03

Rio de Janeiro, 4 jun (EFE).- O governo brasileiro destacou o legado em defesa dos direitos civis deixado pelo ex-boxeador americano Muhammad Ali, em comunicado divulgado neste sábado pelo Ministério das Relações Exteriores.

"Um dos inigualáveis atletas de seu tempo, Ali deixa como legado uma vida dedicada à luta por direitos civis que transcendeu as fronteiras do esporte, bem como uma história pessoal de defesa do desenvolvimento espiritual, social e econômico dos afrodescendentes", afirma a nota postada no site do Itamaraty.

A mensagem assinada pelo ministro das Relações Exteriores, José Serra, faz referência à luta de Ali contra a discriminação racial e sua recusa a servir na Guerra do Vietnã.

"Como pugilista e ativista, Muhammad Ali será lembrado pela superação de limites físicos e sociais", acrescenta a nota.

Muhammad Ali, três vezes campeão dos pesos pesados e medalha de ouro nos Jogos Olímpicos de Roma em 1960, morreu ontem à noite, aos 74 anos, em um hospital da cidade americana de Phoenix, onde tinha sido internado por complicações respiratórias.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo