Esporte

Técnico ironiza "visão biônica" e "certeza de juiz" a favor do Brasil

Kevork Djansezian/Getty Images/AFP
Imagem: Kevork Djansezian/Getty Images/AFP

05/06/2016 03h09

O técnico do Equador, Gustavo Quinteros, mostrou seu aborrecimento com a decisão do assistente da partida contra o Brasil pela Copa América, que anulou um gol no segundo tempo que teria permitido a sua seleção abrir o placar. Ele viu saída de bola pela linha de fundo em um cruzamento de Bolaños que resultou no lance que se mostrou decisivo no empate por 0 a 0 entre as seleções na noite de sábado.

"Vi pelo menos 25 vezes o vídeo. A bola não saiu toda", disse Quinteros.

"O que me surpreende é porque, contra o Brasil, o juiz de linha tem tanta certeza na hora de levantar a bandeira quando está a 50 ou 60 metros de distância", comentou.

No entanto, Quinteros considerou o resultado como "positivo".

"Quando pudemos resolver no segundo tempo, em uma das chances, com uma visão biônica, (o juiz) anula o gol. Apesar disso, é um resultado que nos dá 'chance'. Contra o Peru, temos que jogar igual ou melhor", disse.

"É a segunda vez que o Equador empata com o Brasil em uma Copa América. É um resultado importante", concluiu o técnico, esperançoso de que o time consiga reverter "uma situação histórica", em alusão ao fato de não conseguir passar da fase de grupos desde a competição disputada na Bolívia, em 1997.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Mais Esporte

Topo