Esporte

Novo convênio sobre segurança no futebol será assinado durante a Eurocopa

06/06/2016 09h14

Estrasburgo (França), 6 jun (EFE).- O Conselho da Europa anunciou nesta segunda-feira que o novo Convênio europeu sobre segurança durante jogos de futebol e outras manifestações esportivas será aberto para assinaturas antes da partida de quartas de final da Eurocopa que será realizada no dia 3 de julho, no Stade de France.

O texto substitui o convênio de 1985, idealizado após a tragédia de Heysel (atual Estádio Rei Balduíno), na Bélgica, quando 39 torcedores morreram antes da final da Liga dos Campeões entre Liverpool e Juventus.

De acordo com o chefe da divisão de Esportes do Conselho da Europa, Sergey Khrychikov, o objetivo é que não ocorram novas tragédias.

Com a segurança como pilar mais importante do novo convênio, seus responsáveis não esquecem a importância das chamadas "atividades de serviços", para que os torcedores se sintam "à vontade e apreciados" nos estádios.

O Convênio incentiva todos os atores (administrações públicas, polícia, clubes e torcedores) "a trabalharem juntos na preparação e desenvolvimento dos encontros" e que as infraestruturas esportivas estejam de acordo com a regulamentação.

O texto prevê medidas para prevenir e sancionar atos de violência, como procedimentos de sanção no país de origem ou no qual se cometeu a infração e impedir deslocamentos ao exterior para assistir partidas.

O Convênio exige que os países melhorarem a cooperação policial internacional, com a designação de um ponto nacional de informação de futebol (PNIF) para a troca de informação e dados pessoais durante os jogos.

Além disso, será criado um Comitê sobre segurança que analisará a aplicação do Convênio e suas possíveis modificações.

Segundo o secretário-geral do Conselho da Europa, Thorbjorn Jagland, "o esporte desempenha um papel importante para promover a integração social, a tolerância e a compreensão intercultural".

Por isso, os eventos esportivos devem ser realizados com esse espírito e, "antes de tudo, ser seguros", algo para o qual o novo convênio "mostra o caminho a ser seguido".

Khrychikov calcula que "entre dez e 20 Estados" assinarão o tratado no dia 3 de julho. Fontes diplomáticas espanholas disseram à Agência EFE que a Espanha assinará ao formar governo, após as eleições do dia 26 de junho.

A entrada em vigor, por outra parte, acontecerá após a confirmação de três países, "possivelmente antes do fim do ano".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo