Esporte

Colômbia é 1ª classificada na Copa América e pode rever Brasil nas quartas

08/06/2016 01h43

Pasadena (EUA), 8 jun (EFE).- A Colômbia conquistou nesta terça-feira a segunda vitória na Copa América ao bater o Paraguai por 2 a 1 no estádio Rose Bowl, em Pasadena, no estado americano do Texas, tornou-se a primeira classificada para as quartas de final e pode reencontrar a seleção brasileira, por quem foi eliminada na última Copa do Mundo.

A equipe dirigida pelo argentino José Pekerman teve um início de jogo melhor e abriu 2 a 0, com um gol de Bacca e outro de James Rodríguez. A 'Albirroja' até reagiu e diminuiu no segundo tempo, com um golaço de Ayala, mas não conseguiu o empate e agora está em situação delicada na competição continental.

A vitória levou os colombianos à liderança isolada do grupo A, com seis pontos. Dessa forma, a campeã continental de 2001 pode ser alcançada apenas pelos Estados Unidos, que também nesta terça goleou a Costa Rica por 4 a 0 em Chicago. Paraguaios e costarriquenhos somam um ponto cada.

Os classificados dessa chave terão pela frente quem sobreviver no grupo B, que tem Brasil, Equador, Peru e Haiti. Dessa forma, há a possibilidade de que os 'Cafeteros' repitam o confronto de dois anos atrás, quando perderam para os pentacampeões mundiais justamente nas quartas de final da Copa.

No próximo sábado, a Colômbia precisará de um empate com a Costa Rica em Houston para confirmar a liderança do grupo A. Caso perca, precisará torcer para que os EUA não vençam o Paraguai na Filadélfia.

José Pekerman conseguiu repetir nesta terça-feira a escalação da vitória na partida de abertura desta edição especial de comemoração do Centenário da Copa América, em que a equipe bateu os EUA por 2 a 0. Craque do time, o meia James Rodríguez era dúvida devido a uma lesão no ombro esquerdo, mas atuou normalmente.

No Paraguai, Ramón Díaz realizou duas alterações em relação à formação inicial do empate sem gols com a Costa Rica. Almirón entrou em lugar de González no meio-campo, e, no ataque, Edgar Benítez ficou com a vaga de Jorge Benítez, embora esta última troca tenha sido desfeita no intervalo.

Os 'Cafeteros' buscaram o ataque desde o começo do jogo e rapidamente tomou o controle das ações. Aos nove minutos do primeiro tempo, Bacca estourou com a marcação, James Rodríguez ficou com a sobra e chutou por cima do travessão.

Dois minutos depois, os papéis se inverteram, e a Colômbia fez 1 a 0. James cobrou escanteio pela segunda vez seguida e achou Bacca, que, com espaço, cabeceou no ângulo direito, tirando qualquer chance de defesa do goleiro Villar.

A marcação 'albirroja' era frouxa, e Villar teve trabalho aos 16. Cardona acelerou pela ponta esquerda e rolou para James, que, com todo o espaço do mundo dentro da área, ajeitou e soltou uma bomba para cima do arqueiro rival, que defendeu no susto.

O camisa 10 estava inspirado e aos 27 deu uma caneta desconcertante em Almirón. O lance de ataque não teve sequência, mas pouco depois, aos 29 minutos, o próprio James aumentou a vantagem. Zapata deu um chutão, Bacca levou a melhor na disputa com a zaga e serviu Cardona, que foi bloqueado em um primeiro momento, mas conseguiu o passe. O jogador do Real Madrid dominou e bateu rasteiro para fazer 2 a 0.

O Paraguai até balançou a rede logo em seguida, aos 33, em cabeceio de Paulo da Silva após cobrança de falta de Óscar Romero. Entretanto, o lance foi corretamente anulado pelo árbitro brasileiro Héber Roberto Lopes, que atendeu à marcação do auxiliar e assinalou impedimento. Os colombianos responderam aos 34, com Bacca, que escorou cruzamento de Cardona e mandou por cima.

A parte final do primeiro tempo foi de pressão paraguaia, mas os 'Cafeteros' se salvaram. Aos 43 minutos, Óscar Romero, que atua no Racing e é irmão gêmeo de Ángel Romero do Corinthians, bateu falta com veneno mais uma vez. A bola cruzou toda a área, e Ospina defendeu como pôde. Nos acréscimos, aos 49, foi a vez de Lezcano tentar na bola parada, carimbando o travessão.

Ramón Díaz fez duas mexidas no intervalo, a troca de Benítez, com Jorge na vaga de Edgar, e a entrada de Ayala em lugar de Robert Piris. Porém, o recurso principal do Paraguai continuava sendo o cruzamento. Em um escanteio, aos dez minutos, Romero levantou e Gómez desviou de cabeça pela linha de fundo; em outro, aos 16, Ayala bateu, Romero cabeceou e Ospina operou um milagre para evitar que o vice-campeão continental de 2011 diminuísse.

O Paraguai não era brilhante, mas aos poucos foi ganhando terreno, fazendo-se mais presente no campo de ataque, até reduzir a vantagem, aos 26 minutos. Depois de rebatida da defesa, Ayala pegou a sobra e, de longe, encheu o pé para acertar o ângulo direito e fazer um golaço.

Apática desde a volta do intervalo, a Colômbia tentou dar a resposta logo na reposição de jogo. James desceu pela direita e também arriscou de fora, mas exagerou na força e cedeu tiro de meta. Aos 33 foi a vez de Bacca incomodar, após receber lançamento longo, mas Villar pegou em dois tempos.

A partir de então, a partida esquentou. Romero recebeu dois cartões amarelos em dois minutos, um por carrinho e outro por puxão de camisa, ambas as jogadas envolvendo Celis, e foi expulso. Logo após a jogada da segunda falta, aos 36 minutos, Cardona foi acionado na esquerda, chutou cruzado e acertou a trave.

Mesmo com um a menos, o Paraguai quase empatou, aos 42 minutos. Jorge Benítez pedalou para cima de Arias na ponta esquerda e cruzou rasteiro para Sanabria, que girou batendo e acertou a marcação praticamente em cima da linha. Aos 43, no contra-ataque colombiano, Bacca tirou do goleiro mesmo com pouco ângulo, mas Gómez se esticou todo e salvou.

O jogo ficou indefinido até o último instante, com chances de gol para os dois lados durante os acréscimos. Aos 49 minutos, Samudio fez o chuveirinho, a zaga cortou mal, e Ortiz pegou a sobra, mas praticamente recuou para Ospina.

A tentativa derradeira foi dos colombianos, aos 50, com novamente com Bacca. O atleta do Milan aproveitou mais um chutão para frente, se antecipou a Villar e cabeceou para o gol, mas Gómez apareceu mais uma vez e rechaçou.



Ficha técnica:.

Colômbia: Ospina; Arias, Zapata (Mina), Murillo e Díaz; Pérez (Celis), Torres e James Rodríguez; Cuadrado (Moreno), Cardona e Bacca. Técnico: José Pekerman.

Paraguai: Villar; Bruno Valdez, Gómez, Da Silva e Samudio; Ortíz, Robert Piris (Ayala), Almirón e Óscar Romero; Edgar Benítez (Jorge Benítez) e Lezcano (Sanabria). Técnico: Ramón Díaz.

Árbitro: Héber Roberto Lopes, auxiliado por Kleber Lucio Gil e Bruno Boschilia.

Cartões amarelos: Murillo (Colômbia); Lezcano e Romero (Paraguai).

Cartão vermelho: Romero (Paraguai).

Gols: Bacca e James Rodríguez (Colômbia); Ayala (Paraguai).

Estádio: Rose Bowl, em Pasadena.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo