Esporte

Dependente de C.Ronaldo, Portugal novamente se preocupa com físico do craque

08/06/2016 19h58

Lisboa, 8 jun (EFE).- Fora da lista de favoritos ao título, mas com a ambição de conquistar uma taça inédita em sua história, Portugal chega para a disputa da Eurocopa preocupada com as condições físicas de Cristiano Ronaldo, algo que já havia acontecido há dois anos, na Copa do Mundo.

Cristiano deu o máximo de si pelo título do Real Madrid na Liga dos Campeões, exatamente como aconteceu em 2014, e pode acusar o cansaço durante a competição na França. Desta vez, está livre de dores no joelho, mas os problemas musculares atravessados ao longo da temporada deixam médicos e fisioterapeutas portugueses em estado de alerta.

Há dois anos, a seleção lusitana fracassou de maneira retumbante em território brasileiro, tendo sido eliminada ainda na fase de grupos por Alemanha e Estados Unidos.

O primeiro objetivo é apagar a má campanha de 2014, mas Portugal almeja ir além e enfim obter um título que escapou de maneira dramática 12 anos atrás. Em 2004, como anfitriã e sob o comando de Luiz Felipe Scolari, a equipe perdeu para a Grécia na final e teve de se contentar com o vice.

Da final da 'Champions' até a estreia no grupo F da Euro, na próxima terça-feira, contra a Islândia, Cristiano terá exato 20 dias para se recuperar. Depois, os portugueses ainda enfrentarão a Áustria, no dia 18, e a Hungria quatro dias depois.

O pragmático técnico Fernando Santos, que em outubro de 2014 substituiu Paulo Bento, atualmente no Cruzeiro, reconheceu que uma de seus missões é potencializar ao máximo as qualidades do camisa 7. Para isso, pensa em optar por um 4-4-2 em detrimento do 4-3-3, em que o ídolo ficava na ponta esquerda.

"Se tivesse um Benzema, pensaria no assunto (utilizar o 4-3-3), mas acho que é melhor jogar com dois atacantes de mobilidade. Busco uma solução para potencializar Cristiano com as características dos meus jogadores", comentou Fernando Santos em entrevista à Agência Efe.

Se os problemas físicos não impedirem e ele estiver em campo ao menos nas três partidas da fase de grupos, o jogador de 31 anos se tornará aquele que mais defendeu a seleção de Portugal. Ele tem 125 partidas, duas a menos que o ex-meia Luis Figo, e é um dos únicos remanescentes do vice de 2004, ao lado do veteraníssimo zagueiro Ricardo Carvalho, de 38 anos.

O provável companheiro de ataque de Cristiano é outro velho conhecido, Nani, que aos 29 defende o Fenerbahçe, após um longo período defendendo as cores do Manchester United.

Com a experiência de quem levou a Grécia à Eurocopa do 2012 e às oitavas de final da Copa de 2014, Fernando Santos tentou promover o bom ambiente no vestiário. Exemplo disso é a liberdade que deu a seus jogadores de dormirem fora da concentração em Oeiras nos arredores de Lisboa, se desejarem.

O elenco tem outras caras conhecidas dos últimos grandes torneios. Pepe será o líder da defesa; Rui Patrício, o goleiro de confiança; e João Moutinho desponta como motor no meio-campo, embora a concorrência em sua função seja grande.

A princípio, William Carvalho, João Mário e Adrien Silva serão os outros titulares do setor, mas André Gomes e Rafa brigam para poder começar jogando. A joia Renato Sanches, que aos 18 anos foi contratado pelo Bayern de Munique junto ao Benfica, é a grande surpresa da convocação, mas ainda aguardará uma oportunidade.

Os desfalques mais destacados são o lateral-esquerdo Fabio Coentrão, o meia Bernardo Silva e o meia-atacante Danny, todos machucados.



Confira a lista de convocados de Portugal para a Eurocopa:.



- Goleiros: Eduardo (Dínamo de Zagreb/CRO), Anthony Lopes (Lyon/FRA) e Rui Patrício (Sporting/POR).

- Defensores: Bruno Alves (Fenerbahçe/TUR), Ricardo Carvalho (Monaco/FRA), Cédric (Southampton/ING), José Fonte (Southampton/ING), Eliseu (Benfica/POR), Pepe (Real Madrid/ESP) e Raphael Guerreiro (Lorient/FRA).

- Meias: Adrien Silva (Sporting/POR), João Mario (Sporting/POR), William Carvalho (Sporting/POR), André Gomes (Valencia/ESP), Danilo (Porto/POR), João Moutinho (Monaco/FRA), Rafa Silva (Braga/POR), Renato Sanches (Benfica/POR) e Vieirinha (Wolfsburg/ALE).

- Atacantes: Éder (Lille/FRA), Nani (Fenerbahçe/TUR), Ricardo Quaresma (Besiktas/TUR) e Cristiano Ronaldo (Real Madrid/ESP).



Time base: Rui Patrício; Cédric, Pepe, Bruno Alves (Ricardo Carvalho) e Eliseu; William Carvalho, João Moutinho, João Mário e André Gomes; Cristiano Ronaldo e Nani. Técnico: Fernando Santos.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo