Esporte

Uruguai vai em busca da reabilitação na Copa América em duelo com a Venezuela

08/06/2016 16h14

Filadélfia (EUA), 8 jun (EFE).- O Uruguai, com a faca nos dentes e irritada com a organização, vai em busca da reabilitação nesta quinta-feira no grupo C da Copa América, em duelo com a Venezuela, em jogo que acontecerá no estádio Lincoln Financial Field, na Filadélfia.

Na primeira rodada, a Celeste foi derrotada pelo México por 3 a 1, em partida repleta de reclamações contra a arbitragem do paraguaio Enrique Cáceres. A insatisfação fez com que o presidente da federação do país dissesse que a competição estaria "armada" para os mexicanos, por causa de interesses comerciais.

A Venezuela, por sua vez, abriu a chave vencendo a Jamaica por 1 a 0, graças a gol do atacante Josef Martínez. Com isso, uma vitória pode até valer classificação às quartas, desde que os 'Reggae Boyz' não derrotem o México.

A principal expectativa com relação a escalação das duas seleções para a partida é quanto a presença do uruguaio Luis Suárez, que perdeu o compromisso de estreia por causa de uma lesão muscular que sofreu antes da apresentação para a Copa América.

O atacante do Barcelona, no entanto, novamente não deverá estar entre as opções para o técnico Óscar Tábarez escalar o time.

No setor, em que Edinson Cavani tem lugar garantido, reside a única dúvida de Tábarez, entre Diego Rolán, titular contra o México, e Christian Stuani, que sequer saiu do banco na partida da primeira rodada.

Para o encontro com os venezuelanos, um desfalque certo é o meia Matías Vecino, que foi expulso na partida de estreia. A opção mais provável é a entrada de Álvaro González, que entrou no decorrer da partida, para recompor o setor de marcação.

O volante da Lazio, que participou de entrevista coletiva nesta terça-feira, admitiu que um tropeço no segundo jogo deixará a Celeste em situação muito delicada na edição comemorativa do centenário da Copa América.

"É uma final. Se não ganharmos, nossa classificação para as quartas de final ficará complicada. Temos que mostrar a experiência desse grupo e que sabemos jogar com a corda no pescoço", avaliou o provável titular.

A Venezuela, apesar dos três pontos, não chegou a empolgar na estreia, pois derrotou uma das mais frágeis participantes da competição apenas por 1 a 0, atuando com um homem a mais desde os 20 minutos do primeiro tempo, devido a expulsão do meia Rodolph Austin.

O técnico Rafael Dudamel, apesar do resultado magro, não deverá fazer mudanças na seleção, repetindo a mesma escalação da partida de estreia, apostando no tridente ofensivo formado por Luis Manuel Seijas, Salomón Rondón e Josef Martínez.



Prováveis escalações:.

Uruguai: Muslera; Pereira, Godín, Giménez e Pereira; Sánchez, Arévalo Ríos, González e Lodeiro; Cavani e Rolán (ou Stuani). Técnico: Oscar Tabárez.

Venezuela: Hernández; Rosales, Ángel, Vizcarrondo e Feltscher; Guerra, Rincón, Figuera e Seijas; Rondón e Martínez. Técnico: Rafael Dudamel.

Árbitro: Patrício Loustau (Argentina), auxiliado pelos compatriotas Ezequiel Brailovsky e Ariel Scime.

Estádio: Lincoln Financial Field, na Filadélfia (Estados Unidos). EFE

gs/bg

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo