Esporte

Chile vai atrás da reação contra Bolívia para evitar risco de adeus precoce

09/06/2016 17h01

Foxborough (EUA), 9 jun (EFE).- Atual campeã da Copa América, a seleção chilena vai em busca da primeira vitória no grupo D da competição nesta sexta-feira, em duelo com a Bolívia, outra derrotada na rodada inicial, em jogo que acontecerá no Gillette Stadium, em Foxborough.

A 'Roja' caiu para a Argentina por 2 a 1, em Santa Clara, e deixou várias dúvidas sobre o trabalho de Juan Antonio Pizzi. As interrogações principais são pela diferença do nível de futebol apresentado atualmente, com relação ao período em que Jorge Sampaoli estava no comando.

Uma derrota para a Bolívia, que caiu diante do Panamá, também por 2 a 1, poderá representar eliminação precoce para os detentores do título, desde que a seleção centro-americana e a argentina empatem em Chicago, no jogo de fundo.

O revés diante da 'Albiceleste' obrigou os chilenos a acenderem o sinal de alerta. O atacante Alexis Sánchez, por exemplo, cobrou que o time jogue a "120%", para bater os bolivianos e seguir na briga pela classificação às quartas.

No ano passado, as duas seleções se encontraram, também na Copa América, no Estádio Nacional de Santiago, em que os donos da casa golearam por 5 a 0, com gols de Aránguiz (dois), do próprio Sánchez, Medel e Raldes (contra).

Para tentar repetir o placar elástico, ou pelo menos a vitória, Pizzi deverá fazer mudanças. No ataque, Mauricio Pinilla deverá ganhar a vaga de Eduardo Vargas. Além disso, Eugenio Mena, vetado por lesão, será substituído por Mark González, fazendo com que Jean Beausejour passe para a lateral-esquerda.

Já Marcelo Díaz, que saiu do jogo com a Argentina com dores na coxa direita, é dúvida. No lugar do meia titular, o principal candidato a jogar é Francisco Silva. Arturo Vidal também não está 100% fisicamente, mas irá para o jogo.

A Bolívia, do técnico Julio César Baldivieso, chega com problema para montar a equipe titular. O meia Fernando Saucedo, com lesão no joelho esquerdo, já está vetado, e deverá ser substituído pelo meia-atacante Alejandro Meleán.

O lateral-direito Diego Bejarano, por sua vez, é dúvida, por causa de uma contratura. O substituto deverá ser Erwin Saavedra. Autor do gol solitário na derrota para o Panamá, Juan Carlos Arce, ex-Corinthians, está confirmado para o jogo.



Prováveis escalações:.

Chile: Bravo; Isla, Medel, Jara e Beausejour; Silva, Aránguiz e Vidal; Sánchez, González e Pinilla. Técnico: Juan Antonio Pizzi.

Bolívia: Lampe; Diego Bejarano (ou Saavedra), Eguino, Cabrera, Marvin Bejarano e Zenteno; Azogue, Smedberg e Meleán; Arce e Duk. Técnico: Julio César Baldivieso.

Árbitro: Jair Marrufo (Estados Unidos), auxiliado pelos compatriotas Corey Rockwell e Peter Manikowski.

Estádio: Gillette Stadium, em Foxborough (Estados Unidos).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo