Esporte

Barça admite 2 delitos fiscais em caso Neymar

10/06/2016 09h45

Barcelona, 10 jun (EFE).- O Barcelona, a Promotoria e a Advocacia do Estado da Espanha chegaram a um acordo pelo qual o clube admite dois delitos contra a Fazenda Pública na contratação do atacante Neymar e se compromete a pagar uma multa de 5,5 milhões de euros.

Segundo apurou a Agência EFE junto a fontes da Justiça, o acordo também inclui o arquivamento do processo contra o presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu, e o ex-presidente Sandro Rosell, para quem o promotor tinha pedido dois anos e três meses de prisão e sete anos e seis meses, respectivamente, por diferentes delitos fiscais.

O acordo extrajudicial deve ser ratificado esta tarde pela direção do Barcelona, que realiza uma reunião extraordinária para tal efeito.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo