Esporte

Citados em escândalo sexual, De Gea e Muniain dizem que acusações são falsas

10/06/2016 15h12

Saint-Martin-de-Ré (França), 10 jun (EFE).- Os jogadores espanhóis David de Gea e Iker Muniain afirmaram nesta sexta-feira que são falsas as acusações sobre a participação em um escândalo sexual que envolveria prostituição, corrupção de menores e estupro.

O goleiro do Manchester United e o atacante do Athletic Bilbao foram citados em um depoimento de uma testemunha do caso, revelado pela imprensa espanhola hoje.

De Gea, que está concentrado com a seleção da Espanha para a disputa da Eurocopa, concedeu uma entrevista coletiva para negar seu envolvimento no escândalo. Já Muniain, não convocado para o torneio, divulgou um comunicado para criticar as "falsas acusações".

"Eu fui o primeiro a ficar surpreendido com essa notícia e venho aqui desmenti-la. É uma mentira, uma falsidade. Nada mais", disse o goleiro espanhol, reiterando várias vezes durante a entrevista que o conteúdo do depoimento é "todo falso".

Uma testemunha do caso supostamente comandada por Ignacio Allende, diretor de filmes pornográficos, envolveu Muniain e De Gea no escândalo. O atacante do Athletic teria estuprado a vítima durante um encontro supostamente organizado pelo goleiro do United, segundo o depoimento, confirmaram à Agência Efe fontes policiais.

"Podem dar todos meus dados (à testemunha). Isso agora está nas mãos dos meus advogados. Estou muito tranquilo. Sei o que fiz com minha vida, que é tudo falso", disse De Gea, que soube da notícia no hotel da concentração da seleção.

"Estava tranquilo no quarto, jogando uma partida de Playstation. As pessoas começaram a me avisar da notícia, sobretudo minha família, que me conhecem bem e sabem que isso tudo é falso. O mais importante é isso, que minha família esteja tranquila", afirmou.

"Não tenho nem ideia de onde pode surgir algo assim. É uma maneira de tentar sujar a imagem de alguém. Estou muito tranquilo, sei que é falso. Vou seguir em frente", completou o goleiro, que negou qualquer chance de deixar a Eurocopa por conta do incidente.

"Estou muito tranquilo, estou desejando sair para treinar e seguir fazendo o que eu gosto. Me sinto com forças de continuar na seleção. Na verdade, me dá mais força para estar aqui. Recebi um grande apoio dos meus companheiros e estou com muita vontade de disputar essa Eurocopa. É falso tudo que está saindo na imprensa e isso ficará na mão dos meus advogados", destacou o goleiro.

Em comunicado divulgado nas redes, Muniain afirmou que os fatos relatados, que teriam ocorrido durante a concentração da seleção sub-21 da Espanha, "são absolutamente falsos" e que acionará um advogado para "defender sua honra".

"Espero que todos os torcedores que me apoiam em campo confiem em mim nesse momento", escreveu o jogador.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo