Esporte

Equador vai atrás de vitória por 2 gols sobre Haiti para avançar às quartas

11/06/2016 17h29

Nova York, 11 jun (EFE).- A seleção equatoriana encara o Haiti neste domingo, pela última rodada do grupo B da Copa América, chave do Brasil, consciente de que uma vitória por dois gols de diferença sobre o frágil rival será suficiente para assegurar classificação às quartas de final.

Os equatorianos, que empataram com os pentacampeões mundiais em 0 a 0, e com a seleção peruana em 2 a 2, ocupa a terceira colocação com dois pontos, enquanto os dois adversários anteriores estão com quatro, na zona de acesso à fase eliminatória do torneio.

Caso a 'Tri' vença o Haiti, que não pontuou até aqui no Metlife Stadium, em East Rutherford, no estado de Nova Jersey, às 19h30 (horário de Brasília), precisará de que haja vencedor no outro confronto da chave, que acontecerá em seguida no Gillette Stadium, em Foxborough, para não depender do saldo de gols.

Se o Equador vencer e, as seleções de Brasil e Peru empatarem em seguida, as três ficarão com cinco pontos. Neste momento, os comandados por Dunga estariam em vantagem, já que a diferença entre os gols marcados e sofridos é de seis, enquanto o da equipe que tem Ricardo Gareca como técnico é de um.

Para carimbar passaporte às quartas, algo que não acontece desde 1997, uma vitória por dois gols de diferença bastaria, ao menos, para superar a 'Blanquirroja'. Apesar disso, o técnico Gustavo Quinteros cobrou atenção aos atletas equatorianos.

"O Haiti ainda não mostrou força, mas é preciso sempre respeitar os rivais", afirmou o treinador, em entrevista coletiva concedida na véspera da partida.

O grande problema para o comandante escalar a 'Tri' é quanto a presença do atacante Miler Bolaños, do Grêmio, qe vem sentido dores musculares desde a partida contra os peruanos pela segunda rodada. O problema físico, inclusive, o tirou de campo ainda antes do apito final.

Caso o titular absoluto não possa atuar contra o Haiti, o substituito mais provável é o meia Juan Cazares, outro atleta que atua no futebol brasileiro, defendendo o Atlético Mineiro.

O Haiti, por sua vez, se despedirá da competição, pois não tem mais chances matemáticas de classificação. Depois da Copa América, a seleção comandada por Patrice Neveu voltará as atenções para as Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, em que dificilmente irão além da terceira fase.

Faltando duas rodadas para o fim da disputa do grupo B, os caribenhos terão que encarar Costa Rica e Jamaica e, mesmo se vencerem, terão que contar combinação de resultados para ir ao hexagonal final, em que são definidas as três vagas diretas no Mundial.



Prováveis escalações:.



Equador: Domínguez; Paredes, Erazo, Mina e Ayoví; Noboa, Gruezo e Montero; Antonio Valencia, Bolaños (ou Cazares) e Enner Valencia. Técnico: Gustavo Quinteros.

Haiti: Placide; Alcénat, Goreaux, Genevois, Jérome e Jaggy; Alexandre, Lafrance, Marcelin e Louis; Nazon. Técnico: Patrice Neveu.

Árbitro: Gery Vargas (Bolívia), auxiliado pelos compatriotas Javier Bustillos e Juan Pablo Montaño.

Estádio: MetLife Stadium, East Rutherford (Estados Unidos).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo