Esporte

México e Venezuela definem líder do grupo C e quem deverá fugir da Argentina

12/06/2016 16h45

Houston (EUA), 12 jun (EFE).- As seleções de México e Venezuela definirão nesta segunda-feira, às 21h (horário de Brasília), no NRG Stadium, em Houston, o primeiro colocado do grupo C da Copa América, que, provavelmente, escapará de encontro com a Argentina, de Lionel Messi, nas quartas de final.

O duelo acontece em clima de surpresa, pois a 'Vinotinto', lanterna das Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018, derrotou o líder da mesma competição, o Uruguai, na segunda rodada do torneio, por 1 a 0.

Com isso, mexicanos e venezuelanos chegam classificados às quartas de final, com a seleção da América do Norte precisando de um empate para carimbar o passaporte na condição de líder. Além disso, quem vencer, será a primeira a terminar a fase de grupos com 100% de aproveitamento.

Na próxima fase, o ponteiro pegará o segundo colocado do grupo D, que deverá sair do confronto entre Chile e Panamá, já que a Argentina precisa apenas de um empate na terça-feira para arrebatar a liderança.

Para o jogo desta segunda-feira, a seleção mexicana deverá voltar a ter mudanças, como costuma fazer o técnico Juan Carlos Osório, ex-São Paulo. Da partida de estreia para a segunda rodada, o comandante da 'Tri' fez quatro mudanças - uma obrigatória - no time titular.

O retorno do meia Andrés Guardado, expulso no duelo com o Uruguai, na rodada inicial, é provável. A grande dúvida é quanto ao goleiro, já que na estreia atuou Alfredo Talavera, na partida seguinte jogou Guillermo Ochoa, e ainda falta José de Jesús Corona entrar em campo.

Na Venezuela, o técnico Rafael Dudamel terá um desfalque certo para encarar o México. O volante Arquímedes Figuera, devido a dois cartões amarelos recebidos, está suspenso. O substituto mais provável é Rómulo Otero.

Curiosamente, o último encontro entre as seleções dos dois países também aconteceu nos Estados Unidos, exatamente em Houston, cidade onde acontecerá o jogo desta segunda-feira. Em amistosos disputado em 26 de janeiro de 2012, o México levou a melhor sobre a Venezuela por 3 a 1.

Na história, em 11 partidas disputadas, a 'Tri' nunca foi derrotada, levando a melhor nove vezes e empatando duas. Ao todo, foram 26 gols a favor e oito gols contra.



Prováveis escalações:.

México: José de Jesús Corona; Aguilar, Araujo, Moreno e Layún; Márquez, Herrera e Guardado; Jesús Manuel Corona, Peralta e Hernández. Técnico: Juan Carlos Osório.

Venezuela: Hernández; Rosales, Ángel e Vizcarrondo; Rincón, Otero, Feltscher e Guerra; Peñaranda, Martínez e Rondón. Técnico: Rafael Dudamel.

Árbitro: Yadel Martínez (Cuba), auxiliado por Joseph Fletcher (Canadá) e Darío Gaona (Paraguai).

Estádio: NRG Houston, em Texas (Estados Unidos).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba seu horóscopo diário do UOL. É grátis!

Mais Esporte

Topo