Topo

Esporte

Ramón Díaz pede demissão após eliminação do Paraguai da Copa América

12/06/2016 11h24

Assunção, 12 jun (EFE).- O técnico do Paraguai, Ramon Díaz, se demitiu do comando da equipe após a derrota para os Estados Unidos, por 1 a 0, na noite de sábado, e a consequente eliminação da Copa América, informou neste domingo a Associação Paraguaia de Futebol.

Díaz comunicou a decisão ao presidente da federação, Robert Harrison, e informou que concederá uma entrevista coletiva em Assunção para esclarecer sua saída ainda nesta semana.

O treinador argentino, que assumiu o posto em dezembro de 2014 para um período de quatro anos, agradeceu aos jogadores e à comissão técnica pelo apoio durante o período que comandou o Paraguai.

O pedido de demissão ocorreu após a derrota contra os Estados Unidos, que jogou grande parte do jogo com um jogador a menos. O Paraguai precisava vencer para seguir na Copa América, já anteriormente tinha perdido para a Colômbia, por 2 a 1, e empatado sem gols contra a Costa Rica.

O trabalho de Díaz estava sendo muito questionado pela imprensa local ao longo do torneio. Os jornalistas questionavam o fato de o treinador não ter encontrado um esquema de jogo para o time.

O técnico tinha colocado como grande objetivo a classificação para a Copa do Mundo de 2018, na Rússia, mas o Paraguai está fora da zona de classificação nas Eliminatórias Sul-Americanas.

Nomes como o de Jorge Sampaoli, ex-técnico do Chile, e de Fernando Jubero, atual técnico do Olímpia, são tocados para substituir Díaz no comando do Paraguai.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte