Esporte

Chile vence Panamá de virada, avança e deve encarar o México nas quartas

14/06/2016 23h06

Filadélfia, 14 jun (EFE).- Em mais um jogo movimentado e de muitos gols nesta Copa América, o Chile venceu o Panamá por 4 a 2 nesta terça-feira no estádio Lincoln Financial Field, na Filadélfia, e garantiu a classificação para as quartas de final, em que provavelmente terá o México pela frente.

O empate já teria sido o bastante para a equipe do técnico Juan Antonio Pizzi, que defende o título, mas dois gols de Vargas e dois de Sánchez garantiram a vaga entre os oito melhores com um triunfo. Os panamenhos chegaram a estar em vantagem, já que abriram o placar com Camargo, mas levaram a virada e o melhor que conseguiram foi descontar com Arroyo.

O resultado levou o Chile aos seis pontos e dois gols de saldo, com o segundo lugar no grupo D, atrás da Argentina, que também tem seis pontos e saldo positivo de seis.

Dessa forma, 'La Roja' só se classificará com a liderança da chave caso a bicampeã mundial perca para a Bolívia hoje por ao menos cinco gols de desvantagem. O primeiro colocado terá pela frente a Venezuela, enquanto o segundo medirá forças com o México. O Panamá, por sua vez, se despediu com três pontos.

O atual campeão levou um susto logo no começo da partida, aos seis minutos, e o Panamá teve seus instantes de glória. Camargo foi acionado na direita e, de muito longe, arriscou o chute. A bola quicou na frente do goleiro Bravo, que aceitou e levou um frango.

Nesse momento, a seleção centro-americana ia se classificando. No entanto, a redenção de 'La Roja' e o alívio do arqueiro do Barcelona não demoraram a acontecer. Aos 14, Sánchez tabelou com Vidal e, de dentro da área, finalizou rasteiro. Penedo até salvou, mas deu o rebote no pé de Vargas, e o ex-atacante do Grêmio deixou tudo igual.

A partir de então, a partida já passou a ser controlada pelo Chile, que desperdiçou duas boas oportunidades em sequência. Aos 21 minutos, Sánchez levantou da esquerda e, sempre precisar saltar, Vidal cabeceou para grande defesa do goleiro. Um minuto depois, o meia do Bayern de Munique ganhou mais uma pelo alto, mas arrematou para fora.

Depois, que errou duas vezes num curto período foi Vargas, aos 28 e aos 31 minutos. Na primeira, o atacante aproveitou a sobra na entrada da área e finalizou tirando tinta da trave esquerda; na segunda, foi a vez de Isla cruzar, e o camisa 11 mais uma vez errou o alvo.

Bons atacantes não costumam perdoar tantas vezes, e Vargas virou o jogo aos 42, em mais uma jogada criada pelo lado. Beausejour cruzou, o atleta do Hoffenheim teve espaço e, com um cabeceio "de manual", fez 2 a 1.

O Panamá não tinha alternativa no segundo tempo, era necessário atacar para virar o placar e não ser eliminado precocemente. Logo com um minuto, em lance protagonizado por atletas que entraram no intervalo, Torres fez o desarme na direita do ataque e serviu Arroyo, que arrancou pela esquerda e encheu o pé, mandando a centímetros do poste direito.

'La Roja' então respondeu do melhor jeito possível: com o terceiro gol. E não foi um gol qualquer. Aos quatro minutos, Vargas deixou o marcador na saudade e cruzou para Sánchez, que, de primeira, acertou um bonito chute para aumentar.

Os panamenhos não se entregavam, mas não conseguiam dar trabalho a Bravo. Aos 14 minutos, Arroyo tentou novamente de fora e bateu à direita da meta. Aos 26, foi Torres que chutou de longe, mas o goleiro pegou firme.

O Chile parecia acomodado, e, de tanto insistir, o Panamá marcou o segundo, aos 29. Depois do chuveirinho na área em cobrança de falta, a bola desviou e ficou limpa na segunda trave para Arroyo cabecear e diminuir.

O gol sofrido despertou o atual campeão, que passou a procurar mais o jogo e a manter a posse de bola no campo de ataque. Houve até tempo para mais um gol, marcado por Sánchez, aos 43 minutos. O camisa 7 foi lançado na área, cabeceou no contrapé de Penedo e estufou a rede para selar a vitória e a classificação.



Ficha técnica:.

Chile: Bravo; Isla, Medel (Roco), Jara e Beausejour (Puch); Díaz, Aránguiz, Vidal (Hernández) e Fuenzalida; Sánchez e Vargas. Técnico: Juan Antonio Pizzi.

Panamá: Penedo; Machado, Cummings, Miller, Luis Henríquez; Gómez, Amílcar Henríquez, Quintero e Camargo (Buitrago); Tejada (Arroyo) e Nurse (Torres). Técnico: Hernán Gómez.

Árbitro: Roddy Zambrano (EQU), auxiliado pelos compatriotas Byron Romero e Luis Vera.

Cartões amarelos: Isla (Chile); Camargo, Cummings e Amílcar Henríquez (Panamá).

Gols: Vargas (2x) e Sánchez (2x) (Chile); Camargo e Arroyo (Panamá).

Estádio: Lincoln Financial Field, na Filadélfia.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo