Esporte

Comitê Organizador apresenta medalhas dos Jogos Olímpicos de 2016

14/06/2016 21h04

Rio de Janeiro, 14 jun (EFE).- O Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos apresentou nesta terça-feira as medalhas que serão entregues aos atletas que subirem ao pódio, em cerimônia que contou com a participação do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach.

No evento também foram apresentados os diferentes troféus e souvenirs que serão distribuídos aos vencedores, os pódios que serão usados nas premiações, os uniformes dos ajudantes nas cerimônias de premiação e o slogan da competição: "Um mundo novo".

As 5.130 medalhas, 2.488 delas olímpicas e 2.642 paralímpicas, foram feitas pela Casa da Moeda do Brasil com critérios sustentáveis. As de ouro não possuem mercúrio, já as de prata e bronze são 30% compostas por material reciclado.

As medalhas paralímpicas contarão com relevos e com uma espécie de chocalho para que os cegos possam diferenciar os diferentes metais.

"Hoje começa a contagem regressiva para os poucos dias que faltam para os primeiros jogos Olímpicos na América do Sul. E hoje estamos vendo os objetos mais desejados pelos atletas de todo o mundo", afirmou Bach em discurso pronunciado durante a cerimônia.

O presidente do COI elogiou o slogan dos Jogos Olímpicos de 2016 por representar o "mundo novo" que nasce para o Rio de Janeiro, principalmente para as futuras gerações, com o que pretende ser o legado dos Jogos.

"Sobre o slogan, um mundo novo, eu gostaria dizer que é muito acertado porque é precisamente disso que tratam os Jogos Olímpicos, de oferecer um mundo novo", afirmou.

Bach, que realiza uma nova visita ao Brasil a 52 dias da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos, se reuniu na manhã desta terça-feira com o presidente do Comitê Organizador Rio 2016, Carlos Arthur Nuzman, e com o presidente interino do Brasil, Michel Temer.

Após o encontro com as autoridades, o dirigente do COI se disse satisfeito com o compromisso com o sucesso dos Jogos manifestado por Temer, que prometeu disponibilizar os recursos que ainda faltam para as obras mais atrasadas, como a conclusão da linha do metrô que terá que ser usada pelos torcedores que se desloquem ao Parque Olímpico. EFE

cm/vnm

(foto)(vídeo)

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo