Esporte

Dunga não é mais técnico da seleção brasileira; Gilmar Rinaldi também sai

14/06/2016 15h54

Rio de Janeiro, 14 jun (EFE).- Dunga foi demitido da função de técnico da seleção brasileira nesta terça-feira, dois dias depois da eliminação precoce na fase de grupos da Copa América, após derrota para o Peru por 1 a 0 em Foxborough, nos Estados Unidos.

O anúncio da saída do capitão do tetracampeão mundial e do coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, foi feito em um comunicado após uma rápida reunião de ambos com o presidente da entidade, Marco Polo del Nero.

"A CBF agradece a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho", diz o texto, que não informa precisamente quais membros da comissão técnica, além de Dunga, foram demitidos.

O treinador e a delegação da seleção brasileira que disputou a Copa América desembarcaram na manhã de hoje no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. Dunga e Rinaldi, em seguida, viajaram para o Rio de Janeiro.

A chegada na sede da CBF aconteceu por volta de 14h (horário de Brasília). O encontro durou cerca de uma hora e foi precedido da divulgação da nota, que, por exemplo, não fala sobre o comando da seleção olímpica, que desde maio do ano passado ficou a cargo de Rogério Micale, mas que após a Copa América passaria para Dunga.

O grande favorito para suceder o capitão do tetra é Tite, técnico do Corinthians, que já teve nome especulado anteriormente em pelo menos três oportunidades. Caso confirmado, seria mais um gaúcho na função desde 2006, depois do próprio Dunga, em duas passagens, Mano Menezes e Luiz Felipe Scolari.

A volta do ex-volante à seleção brasileira, depois da demissão ao término da Copa do Mundo de 2010, foi anunciada em 20 de julho de 2014, 12 dias após a fatídica goleada sofrida para a Alemanha, no Mineirão, nas semifinais do Mundial disputado no Brasil.

Desde o retorno, apesar da arrancada com dez vitórias seguidas em amistosos, Dunga fracassou em competições oficiais, sendo eliminado nas quartas de final da Copa América do ano passado e na primeira fase na edição deste ano. Além disso, ele deixa a seleção na sexta colocação nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo, fora da zona de classificação.

Inicialmente, o técnico teria que apresentar amanhã ao Comitê Olímpico Internacional (COI) a pré-lista com 35 jogadores que poderão disputar os Jogos Olímpicos. A convocação final, com 22 nomes, sendo 18 para o elenco oficial e quatro substitutos que poderão ser chamados em caso de lesão, será feita até o dia 29 de junho.



Confira a íntegra da nota divulgada pela CBF nesta terça-feira:.



"A Confederação Brasileira de Futebol comunica que decidiu, nesta terça-feira, dissolver a comissão técnica da Seleção Brasileira. Deixam os cargos o coordenador de Seleções, Gilmar Rinaldi, o técnico Dunga e toda a sua equipe.

A decisão foi tomada em comum acordo durante reunião nesta tarde e, a partir de agora, a CBF inicia o processo de escolha da nova comissão técnica da Seleção Brasileira.

A CBF agradece a dedicação, a seriedade e o empenho da equipe durante a realização do trabalho".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo