Esporte

Em Marselha, França quer vencer Albânia para "apagar" incidentes de violência

14/06/2016 14h17

Marselha, 13 jun (EFE).- A seleção da França vai nesta quarta-feira ao estádio Vélodrome na busca de uma vitória contra a Albânia, rival mais frágil do grupo A, para tirar a Eurocopa e a cidade de Marselha das páginas policiais, depois dos incidentes violentos registrados antes, durante e depois do duelo entre torcedores de Rússia e Inglaterra no último sábado.

Os anfitriões chegam à Marselha, em partida que deve ter a presença do presidente do país, Fraçois Hollande, precisando de um triunfo contundente para apagar todos os problemas registrados até então na competição. Não só as falhas de segurança que permitiram a batalha campal no Porto Velho da cidade palco do jogo, mas também as incertezas sobre o futuro da seleção no torneio.

Apesar da vitória na estreia, por 2 a 1, diante da Romênia, no Stade de France, a atuação de algumas estrelas da equipe não agradaram, especialmente do meia Paul Pogba e do atacante Antoine Griezmann. Além disso, há permanente ameaça do Estado Islâmico e o assassinato de um policial e sua esposa em Paris por um homem que alegou ser leal ao grupo terrorista.

Da primeira partida, porém, surgiu um herói: Dimitri Payet, autor do gol da vitória francesa contra os romenos, após um belo chute no ângulo já perto do fim do jogo.

Pogba, o eixo do meio-campo francês, não teve nenhum protagonismo e acabou substituído no segundo tempo da estreia pela jovem promessa Anthony Martial. Em meio aos rumores de sua saída da Juventus, o meia mantém a confiança de Deschamps e o apoio de seus companheiros, mas precisa de uma atuação convicente contra a Albânia.

Da mesma forma, Griezmann teve um desempenho abaixo do esperado. Atribuem, porém, que o jogador está sendo prejudicado por uma longa temporada extenuante com o Atlético de Madrid.

O atacante teve algumas boas chances contra a Romênia, inclusive acertou a trave com um toque de cabeça, mas não foi decisivo como os franceses esperam dele, após se transformar em um melhores da posição sob o comando do argentino Diego Simeone.

Apesar das incertezas sobre Pogba e Griezmann, Deschamps não tem problemas para escalar a equipe e deve repetir o 4-3-3 da estreia.

A Albânia aparece como frágil, mas está curiosamente respaldada pelos últimos resultados contra os 'Bleus'. Os albaneses não perdem dos franceses há cinco anos. Em novembro de 2014, as duas seleções empataram por 1 a 1. No último amistoso entre elas, realizada em junho de 2015, a Albânia surpreendeu e venceu por 1 a 0.

Contra a Suíça, na primeira rodada, a Albânia fez uma atuação mais do que digna. Perdeu por apenas 1 a 0, tendo ficado com um homem a menos em campo desde os 36 minutos do primeiro tempo, quando Lorik Cana foi expulso por receber dois cartões amarelos.

Para suprir a ausência do zagueiro, o técnico italiano Gianni Biasi pode recuar Burim Kukeli, para dar uma maior qualidade à saída de jogo ou optar pela força defensiva de Arlind Ajeti, que parece ser sua primeira opção.

O jogo, que ocorre cinco dias depois do "terremoto" da passagem de ingleses e russos por Marselha, espera-se que seja rodeado por um ambiente festivo, e que finalmente transforme a cidade em um palco de celebração do futebol.



Prováveis escalações:.

França: Lloris; Sagna, Rami, Koscielny e Evra; Pogba, Kanté e Matuidi; Griezmann, Giroud e Payet. Técnico: Didier Deschamps.

Albânia: Berisha; Hysaj, Ajeti, Mavraj e Agolli; Abrashi, Kukeli e Xhaka; Lenjani, Sadiku e Roshi. Técnico: Gianni Biasi.

Árbitro: William Collum (Escócia), auxiliado pelo compatriota Francis Connor e pelo irlandês Damien MacGraith.

Estádio: Vélodrome, em Marselha (França).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo