Esporte

Ex-jogador do Cerro Porteño é condenado a 3 anos de prisão por agressão

Norberto Duarte/AFP
Carlos Báez (centro) em atividade pelo Cerro Porteño em 2005 Imagem: Norberto Duarte/AFP

15/06/2016 18h42

A promotoria do Paraguai condenou nesta quarta-feira a três anos e meio de prisão o ex-jogador Carlos Báez por agredir um torcedor em 2013 durante uma partida entre Cerro Porteño e Nacional, pelo Campeonato Paraguaio.

Báez, que em sua carreira atuou, entre outros clubes, pelo Cerro Porteño e o Independiente da Argentina, havia obtido liberdade condicional por este crime, à espera do julgamento.

Porém, no ano passado, ele apedrejou um ônibus em Assunção e foi colocado em regime de prisão domiciliar - no qual continuará, segundo a decisão de hoje da juíza Olga Ruiz, presidente do Tribunal de Sentenças da capital do país.

Em 2013, 'Aquiles' Báez, já aposentado do futebol, estava na arquibancada torcendo para o Cerro Porteño, invadiu o setor onde estava a torcida adversária, onde cometeu a agressão.

Ele também foi investigado por promover atos de violência como jogar pedras e outros objetos em torcedores do Olímpia.

A Promotoria já havia acusado Báez por supostamente incitar assassinatos de torcedores da equipe rival através de mensagens de texto.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo