Esporte

Governo do Rio pede mais reforços para garantir segurança nos Jogos Olímpicos

16/06/2016 18h26

Rio de Janeiro, 16 jun (EFE).- O governador em exercício do Rio de Janeiro, Francisco Dornelles, pediu nesta quinta-feira mais reforços militares do que os já previstos para garantir a segurança do elevado número de visitantes e das várias atrações paralelas que ocorrerão durante os Jogos Olímpicos de 2016.

O governador quer que as tropas do Exército também sejam responsáveis pela vigilância em importantes locais e vias da cidade. Isso significa que o número de homens que reforçará o Rio durante os Jogos Olímpicos, que começam no dia 5 de agosto, pode superar os 20 mil já autorizados pelo Ministério da Defesa.

O plano original de segurança para os Jogos Olímpicos prevê a mobilização de 85 mil policiais e militares, dos quais 38 mil são membros das Forças Armadas. Destes últimos, 20 mil serão responsáveis por lugares estratégicos do Rio de Janeiro e outros 18 mil serão levados às cinco cidades-sede do torneio de futebol.

Dornelles pediu que os reforços extras possam chegar à cidade no dia 24 de julho, quando a Vila Olímpica receberá os primeiros atletas, e fiquem até o dia 19 de setembro, após a cerimônia de encerramento dos Jogos Paralímpicos.

O governador alegou que, em razão dos Jogos Olímpicos, do "elevado número de visitantes na cidade e as várias atrações paralelas, a Polícia não dispõe de recursos operacionais para cumprir todas as exigências".

O governador interino explicou que os 9,3 mil membros da Força Nacional de Segurança que reforçarão o esquema montado no Rio de Janeiro durante o evento serão usados para vigiar as instalações olímpicas, por isso as polícias Militar e Civil terão que se encarregar do resto da cidade.

Dornelles esclareceu que, caso o reforço militar seja autorizado, ele será utilizado nas ruas da cidade e não em favelas.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo