Esporte

Favoritos ao título, México e Chile duelam por vaga na semi da Copa América

17/06/2016 19h18

Santa Clara (EUA.), 17 jun (EFE).- Considerados como favoritos ao título da Copa América, México e Chile duelam neste sábado, no Levi's Stadium, em Santa Clara, por uma vaga nas semifinais do torneio, mas chegam para a partida precisando confirmar que merecem mesmo esse status depois de alguns vacilos na primeira fase.

Comandado pelo colombiano Juan Carlos Osório, ex-São Paulo, o México começou bem no torneio continental, vencendo o Uruguai, por 3 a 1, e a Jamaica, por 2 a 0, mas tropeçou na última rodada antes das quartas de final, ao só empatar com a Venezuela, em 1 a 1'.

O Chile, por sua vez, chega com a condição de defensor do título, mas ainda desperta uma série de dúvidas. A classificação para a fase final da Copa América veio com o segundo lugar do Grupo D, após vitórias sobre as frágeis Bolívia, por 2 a 1, e Panamá, por 4 a 2, e derrota para a Argentina na estreia, por 2 a 1.

Apesar de ter avançado para as quartas de final, a equipe de Juan Antonio Pizzi ainda não convenceu. Claudio Bravo, antes sinônimo de segurança no gol, vem falhando ao longo do torneio. No ataque, Alexis Sánchez também tem atuado abaixo do esperado, apesar de ter marcado duas vezes contra o Panamá.

Pizzi terá pelo menos um problema para escalar a equipe no duelo decisivo. Mauricio Isla, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, está fora do jogo. Em treino realizado ontem, o técnico testou Edson Puch como substituto do titular na posição.

Na véspera do jogo, o meia-atacante José Pedro Fuenzalida afirmou que, apesar das oscilações, a equipe está pronta para o desafio. "Chegamos às quartas melhor preparados e com mentalidade para poder passar. Isso motiva todos nós", afirmou o jogador.

No México, Osorio não parece ter problemas com os seus goleiros, já que utilizou os três convocados durante a primeira fase. Agora, a grande incógnita é quem jogará contra o Chile.

No triunfo da estreia sobre o Uruguai, Alfredo Talavera foi o titular. Contra a Jamaica, o técnico escalou Guillermo Ochoa. Já contra a Venezuela, José Corona assegurou o empate.

O lateral-direito Paul Aguilar elogiou o adversário das quartas de final e destacou a dificuldade que a seleção mexicana enfrentará para avançar às semifinais. "Sabemos de sua qualidade, o tempo todo buscam o gol do adversário. Será uma partida aberta e boa de assistir", afirmou o jogador.

O veterano Rafael Márquez não participou do treino realizado ontem pelo México. O jogador foi autorizado a viajar para Guadalajara pelo nascimento de seu filho, e deve se reintegrar ao grupo ainda nesta sexta-feira, e estará entre os titulares.

A única baixa confirmada de Osorio para a partida é a do meio-campo Javier Aquino, que segue se recuperando de uma lesão sofrida na coxa esquerda.



Prováveis escalações:

México: Ochoa; Araujo, Reyes, Moreno e Layún; Márquez, Herrera, Dueñas e Lozano; Corona e Hernández. Técnico: Juan Carlos Osório.

Chile: Bravo; Puch, Medel, Jara e Beausejour; Díaz, Aránguiz e Arturo Vidal; Fuenzalida, Vargas e Sánchez. Técnico: Juan Antonio Pizzi.

Árbitro: Heber Roberto Lopes (Brasil), auxiliado pelos compatriotas Kleber Gil e Bruno Boschilia.

Estádio: Levi's Stadium, em Santa Clara (Estados Unidos).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo