Esporte

Bélgica enfim convence, bate Irlanda e encaminha classificação na Eurocopa

18/06/2016 11h59

Nice, 17 jun (EFE).- Questionada depois da atuação ruim e do tropeço diante da Itália na estreia, a Bélgica enfim convenceu: venceu a Irlanda com tranquilidade neste sábado, por 3 a 0, no estádio Matmut Atlantique, em Bordeaux, e encaminhou sua classificação para a fase final no Grupo E da Eurocopa.

Após um primeiro tempo em que pecou na hora de finalizar ou parou nas mãos do goleiro Darren Randolph, a "ótima geração belga" acertou a pontaria no segundo tempo e decretou o triunfo. Romelu Lukaku abriu o placar no início da etapa final, aos 2, Alex Witsel ampliou na sequência, aos 15, e o próprio Lukaku fechou o placar aos 24.

Com a vitória, a Bélgica assumiu a vice-liderança do chamado "grupo da morte", com três pontos, e precisa de apenas de um empate contra a Suécia, terceira colocada da chave, com um ponto, para garantir presença nas oitavas de final da Eurocopa.

As duas seleções se enfrentam na próxima quarta-feira, no Estádio Allianz Riviera, em Nice.

Já a Irlanda vive situação complicada no grupo. Lanterna com os mesmos um ponto da Suécia, a equipe precisará vencer a líder e classificada Itália na última rodada e torcer por um empate no outro jogo da rodada para seguir no torneio. Também na quarta-feira, italianos e irlandeses se enfrentam no Pierre-Mauroy, em Lille.

Com três mudanças em relação à equipe que decepcionou diante da 'Azzurra', a Bélgica ameaçou a Irlanda no primeiro tempo, mas não conseguiu abrir o placar. Mas voltou para a etapa final decidida a obter a vitória e encaminhar a classificação na Eurocopa.

Logo aos 2 minutos, a "ótima geração" belga começou a construir o caminho da vitória. Kevin De Bruyne aproveitou um dos raros contra-ataques do jogo até então, avançou pela direita e cruzou para Lukaku. O atacante do Everton recebeu na entrada da área e bateu no canto, sem chances de defesa para Randolph.

Com a desvantagem no placar, os irlandeses precisaram avançar e abriram espaços para os belgas. Aos 15, também pela direita, Yannick Carrasco iniciou a jogada e tocou para a chegada do lateral Thomas Meunier, que viu Alex Witsel como elemento surpresa na área e cruzou na medida para o meia do Zenit São Petersburgo ampliar.

O terceiro gol foi praticamente uma repetição do primeiro. Aos 24 minutos, novo contra-ataque belga, desta vez puxado por Eden Hazard. O meia do Chelsea foi à linha de fundo, mais uma vez pela direita, e rolou para Lulaku, livre na área, tocar na saída do goleiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo