Esporte

Com Bale artilheiro, País de Gales elimina Rússia e se classifica como líder

20/06/2016 18h03

Toulouse, 20 jun (EFE).- Imponente desde o início do jogo e com gol do atacante Gareth Bale, o País de Gales venceu a Rússia por 2 a 0 nesta segunda-feira, no estádio Municipal de Toulouse, decretou a eliminação da seleção adversária e se classificou para as oitavas de final da Eurocopa na primeira posição do grupo B.

Enquanto grandes candidatos à artilharia como Cristiano Ronaldo, Zlatan Ibrahimovic, Wayne Rooney, Thomas Müller e Robert Lewandowski continuam sem balançar as redes, Bale se destaca cada vez mais como pilar da seleção galesa e um dos principais protagonistas do torneio continental, com três gols marcados até o momento que lhe garantem a liderança isolada da tabela de artilharia.

O placar da partida foi aberto por Aaron Ramsey aos dez minutos do primeiro tempo. Neil Taylor ampliou aos 20 e, na etapa final, Bale marcou o terceiro aos 21 minutos.

Com o resultado, os galeses garantiram a liderança de sua chave em sua primeira participação na Eurocopa. Em segundo lugar, a Inglaterra também avançou às oitavas, com cinco pontos. A Eslováquia, com quatro, está perto de conseguir uma vaga entre os melhores terceiros colocados do torneio. A seleção russa, na lanterna, com apenas um ponto, deu adeus à competição.

Nas oitavas de final, o País de Gales enfrentará uma das seleções que se classificarem na terceira posição dos grupos A, C ou D. A partida será realizada no domingo, no estádio Pierre-Mauroy, em Lille.

Além da classificação do País de Gales, a vitória "vinga", de certa forma, a geração de Ryan Giggs, cuja seleção foi eliminada pelos russos na repescagem das Eliminatórias para a edição de 2004 do torneio continental.

O jogo desta segunda-feira começou quente. Logo aos dois minutos, Bale avançou pela direita e cortou para o meio antes de finalizar forte de perna canhota, mas Akinfeev espalmou. Na sequência, o goleiro fez milagre ao defender chute de Vokes no rebote, mas o impedimento já estava marcado.

O placar foi aberto aos dez minutos. Após receber lindo passe de Allen pelo meio da zaga adversária, Ramsey invadiu a área sozinho e tocou com sutileza para encobrir Akinfeev e colocar os galeses na frente.

A sorte teve papel fundamental para o País de Gales ampliar a vantagem, aos 18 minutos. Enquanto procurava um companheiro para fazer o passe, Gareth Bale foi desarmado e a bola sobrou na área para o lateral-esquerdo Neil Taylor, que chutou em cima de Akinfeev e balançou as redes no rebote.

Mais comedida até então, a Rússia respondeu com perigo pouco depois. Em ligação direta de Akinfeev para o ataque, aos 26, a zaga galesa falou e a bola chegou a Dzyuba, que obrigou Hennesey a fazer grande defesa.

Três minutos depois do susto, a seleção galesa voltou a chegar bem no ataque. Bale disparou em velocidade, driblou dois marcadores e deixou Vokes na cara do gol, o goleiro russo usou o pé para defender o chute do atacante.

Sem trégua para Akinfeev, o País de Gales tentou o terceiro gol em três chutes de fora da área, um de Ramsey e dois de Bale, mas o goleiro fechou o gol até o fim do primeiro tempo.

Na volta do intervalo, a Rússia voltou a campo com uma alteração curiosa: lesionado, o zagueiro Vasili Berezutski foi substituído pelo irmão gêmeo e também defensor Aleksei Berezutski, ambos aniversariantes do dia, com 34 anos completados.

O domínio galês voltou a ser visto na segunda etapa. Aos nove minutos, Bale foi lançado em velocidade pelo lado esquerdo e tentou tocar na saída do goleiro, mas a bola perdeu direção e passou longe do gol.

Em bela jogada pelo meio, Ramsey cortou a zaga em ótimo passe para Bale. Livre de marcação, o atacante tocou com o lado externo do pé para tirar de Afinfeev e marcar o terceiro da seleção e também da própria conta no torneio, do qual é o atual artilheiro.

A pressão galesa diminuiu após o terceiro gol, e a Rússia teve a chance de descontar aos 41, com cruzamento na área para Dzyuba, que finalizou para a linha de fundo e perdeu a última jogada de perigo da partida.

.

Ficha técnica:.

Rússia: Akinfeev; Smolnikov, Vasili Berezutski (Aleksey Berezutski), Ignashevich e Kombarov; Mamaev, Glushakov, Smolov, Shirokov (Golovin) e Kokorin; Dzyuba. Técnico: Leonid Slutsky.

País de Gales: Hennessey; Gunter, Chester, Ashley Williams, Davies e Taylor; Allen (Edwards), Ledley (King) e Ramsey; Bale (Church) e Vokes. Técnico: Chris Coleman.

Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia), auxiliado pelos compatriotas Mathias Klasenius e Daniel Wärnmark.

Gols: Ramsey, Taylor, Bale (País de Gales).

Cartões amarelos: Mamaev (Rússia); Vokes (País de Gales).

Estádio: Municipal, em Toulouse.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo