Esporte

Chile, embalado, e Colômbia, sob desconfiança, duelam por 2ª vaga na final

21/06/2016 15h47

Chicago (EUA), 21 jun (EFE).- Atual campeão da Copa América, o Chile vai em busca de se garantir em mais uma decisão, nesta quarta-feira, às 22h (horário de Brasília), em duelo com a Colômbia, que começou a competição reinvidicando o status de favorita, mas que agora busca reencontrar o bom futebol.

A 'Roja' passou a ter o protagonismo na segunda semifinal do torneio após a goleada inapelável sobre o México por 7 a 0, na fase anterior. Antes, os comandados pelo argentino Juan Antonio Pizzi não chegaram a empolgar, passando pelo grupo D no sufoco, inclusive, com vitória polêmica sobre a Bolívia por 2 a 1.

Já os 'Cafeteros' empolgaram na rodada inicial do grupo A, batendo os Estados Unidos por 2 a 0, mas rumo começou a mudar no terceiro jogo, em que o técnico argentino José Pekerman escalou 11 reservas e a equipe perdeu para Costa Rica. A classificação para às semifinais veio com vitória nos pênaltis sobre o Peru, após igualdade em 0 a 0 no tempo normal.

A principal esperança dos colombianos é que o meia James Rodríguez volte a desequilibrar, como fez contra americanos e paraguaios, na segunda rodada. O camisa 10 só atuou na etapa complementar no duelo com os costarriquenhos e esteve apagado nas quartas de final.

O jogador do Real Madrid está garantido entre os titulares, assim como a maioria dos que começaram jogando contra os peruanos. A única dúvida é quanto a presença do lateral-esquerdo Farid Díaz, que se recupera de dores musculares. Se ficar de fora, o atleta do Nacional de Medellín será substituído por Frank Fabra.

O reserva, que é jogador do Boca Juniors e só atuou no duelo contra Costa Rica, viveu situação inusitada, aliás, pois balançou as redes uma vez a favor e outra contra, na derrota por 3 a 2.

No Chile, o meia Arturo Vidal está fora por acúmulo de cartões amarelos. O substituto mais provável é Pedro Pablo Hernández, que executa a mesma função. Outra opção seria Francisco Silva entrar para atuar mais recuado, no adiantamento de Charles Aránguiz.

Quem preocupa é o atacante Alexis Sánchez, que ficou fora do treino desta segunda-feira, por causa de dores musculares. O departamento médico, no entanto, garantiu que a presença do autor de um dos gols na vitória sobre o México está confirmado para o jogo.

Na história, as duas seleções já se enfrentaram 36 vezes, com 14 vitórias do chilenos e dez dos colombianos. Em Copas América, a vantagem da 'Roja' é maior, com sete êxitos em 12 duelos e apenas dois resultados negativos.

A última partida aconteceu em novembro do ano passado, pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, em Santiago, que terminou com empate em 1 a 1.



Prováveis escalações:

Colômbia: Ospina; Arias, Zapata, Murillo e Díaz (ou Fabra); Sánchez, Torres, Cardona, Cuadrado e Rodríguez; Bacca. Técnico: José Pekerman.

Chile: Bravo; Fuenzalida, Medel, Jara e Beausejour; Aránguiz, Hernández (Silva) e Díaz; Puch, Vargas e Sánchez. Técnico: Juan Antonio Pizzi.

Árbitro: Joel Aguilar (El Salvador), auxiliado pelos compatriotas Juan Zumba e William Torres.

Estádio: Soldier Field, em Chicago (Estados Unidos).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo