Esporte

Golfista Rory McIlroy desiste dos Jogos do Rio por causa do vírus da zika

22/06/2016 09h57

Londres, 22 jun (EFE).- O golfista norte-irlandês Rory McIlroy, terceiro colocado no ranking mundial, anunciou nesta quarta-feira sua desistência de participar dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro devido ao risco "baixo, mas ainda um risco", de contrair o vírus da zika no Brasil.

Em comunicado emitido nesta quarta-feira pelo Comitê Olímpico da Irlanda (OCI, sigla em inglês), McIlroy, o primeiro grande atleta a desistir oficialmente dos Jogos por causa do vírus, disse que "após conversas" com pessoas de seu entorno, se deu conta de que sua saúde e a de sua família "estão à frente de todo o resto".

"Embora o risco de infecção por zika seja considerado baixo, é ainda um risco, que eu não quero assumir", disse o golfista de 27 anos.

"Acredito que o povo da Irlanda entenda minha decisão. O apoio incondicional que recebo todas as vezes em que participo de um torneio, em casa e no exterior, significa muito para mim. Continuarei me esforçando para fazer com que meus admiradores e os amantes do golfe em geral sintam orgulho de mim, tanto dentro como fora de campo", acrescentou McIlroy na carta.

O norte-irlandês é o terceiro golfista a desistir dos Jogos do Rio, onde o golfe voltará a ser esporte olímpico pela primeira vez desde Saint Louis (Estados Unidos, 1904), por causa do vírus da zika, ao lado de Vijay Singh, das Ilhas Fiji, e do australiano Marc Leishman.

Além disso, o Comitê Olímpico Irlandês divulgou logo em seguida outro comunicado no qual afirma estar "extremamente decepcionado" com a decisão do golfista e no qual reitera que tem "confiança absoluta de que os Jogos do Rio serão seguros para todos os atletas".

"Como sempre dissemos, a decisão é pessoal e a respeitamos. Rory seria uma das grandes estrelas dos Jogos do Rio, mas agora outro golfista irlandês terá a oportunidade de se tornar um atleta olímpico e de participar do retorno histórico do golfe aos Jogos após 112 anos", afirmou o Comitê na carta.

"O OCI e nosso corpo médico estão seguindo ao pé da letra as recomendações do Comitê Olímpico Internacional e do Comitê Organizador Rio 2016, da Organização Mundial da Saúde e das autoridades de saúde para assegurar que os atletas irlandeses disponham de todas as informações para tomar as medidas necessárias", concluiu a organização esportiva em comunicado.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo