Esporte

Wada suspende credenciamento de laboratório de controle de dopagem do Rio

24/06/2016 15h46

(Atualiza com mais detalhes).

Redação Central, 24 jun (EFE).- A Agência Mundial Antidoping (Wada) anunciou nesta sexta-feira que suspendeu com efeito imediato o laboratório de controle de dopagem do Rio de Janeiro por descumprir os Padrões Internacionais para Laboratórios (ISL).

A suspensão entrou em vigor no último dia 22, quando a Wada notificou a proibição de que realizasse exames de urina e sangue, e o centro pode recorrer da sanção à Corte Arbitral do Esporte (CAS) em um prazo de 21 dias desde que recebeu a notificação.

"Enquanto isso, a Wada trabalhará junto ao laboratório do Rio para resolver o problema localizado. A agência garantirá que, por enquanto, as amostras recebidas pelo laboratório sejam transportadas de forma segura, pontualmente, e com uma demonstrável cadeia emissora de custódia a outro laboratório credenciado pela Wada", assinalou o novo diretor-geral do órgão, Olivier Niggli.

"Isso garantirá que não haja vazios nos procedimentos de análise antidoping das amostras, e que a integridade delas será totalmente mantida", disse o dirigente.

"Os atletas podem ter confiança que a Wada só levantará a suspensão quando o laboratório operar de forma ótima e, por isso, adotará a melhor solução para assegurar que a análise das amostras dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio é robusta", completou.

A Wada, em comunicado, anunciou que em breve formará um Comitê de Disciplina para revisar o caso, com base nas normas de procedimento adotadas por seu Comitê Executivo. Esse órgão disciplinar é que fará recomendações futuras sobre o status do laboratório do Rio.

A Wada, presidida pelo britânico Craig Reedie, lembrou sua responsabilidade para credenciar ou retirar o credenciamento dos laboratórios, em cumprimento dos padrões ISL, para assegurar, portanto, a manutenção desses "altos padrões de qualidade".

Também explicou que já notificou sua decisão a todas as autoridades públicas nacionais relevantes, às organizações nacionais antidoping, aos comitês olímpicos, às federações internacionais e ao Comitê Olímpico Internacional (COI).

O Laboratório Brasileiro de Controle de Dopagem (LBCD), considerado um dos principais legados dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, foi inaugurado em 9 de maio.

Suas instalações deveriam funcionar 24 horas por dia nos sete dias da semana durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, para analisar cerca de 5 mil amostras de urina e sangue.

O laboratório do Rio já sofreu outras duas suspensões nos últimos quatro anos - em janeiro de 2012 e em agosto de 2013 -, mas elas foram revogadas. Por esse motivo, a Fifa e a Wada firmaram um acordo para que as amostras de sangue e urina recolhidas durante a Copa do Mundo de 2014 fossem analistas em Lausanne, na Suíça.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo