Esporte

França e Irlanda se reencontram quase 7 anos após polêmica mão de Henry

25/06/2016 12h42

Lyon, 25 jun (EFE).- Pressionada por mostrar um futebol de mais qualidade, a França encarará a Irlanda neste domingo, às 10h (horário de Brasília), no estádio Parc Olympique Lyonnais, em Lyon, em reencontro marcado pela lembrança de um toque de mão de Thierry Henry que acabou sendo trágico para os "garotos de verde".

Em 2009, as duas seleções decidiam na respescagem uma das vagas do Velho Continente na Copa do Mundo que seria disputada no ano seguinte na África do Sul. No primeiro duelo, em Dublin, vitória dos 'Bleus' por 1 a 0, com gol do centroavante Nicolas Anelka.

Na volta, no Stade de France, em Saint-Denis, Robbie Keane colocou os irlandeses na frente e levou o duelo para prorrogação. Aos 13 minutos do primeiro tempo do tempo-extra, após bola alçada na área, Henry ajeita com a mão duas vezes e depois passa para o zagueiro William Gallas marcar e classificar os donos da casa.

No momento do gol, os visitantes protestaram enlouquecidamente contra o trio de arbitragem comandado pelo sueco Martin Hansson, que validou o lance. Depois da partida, a federação da Irlanda tentou anular o encontro devido a irregularidade, mas a Fifa não acatou o pedido e confirmou a vaga na Copa para a França.

Desde então, os envolvidos na polêmica partida nunca mais se encontraram, e isso ficou perto de não acontecer mais uma vez na Eurocopa. Os 'Bleus', anfitriões do torneio, avançaram em primeiro no grupo A, e encarariam um dos quatro melhores terceiros.

A Irlanda do Norte era a rival mais provável e isso ia se confirmando até os 40 minutos do segundo tempo da terceira rodada do grupo E, o último a ser decidido. O gol do meia Robbie Brady, que garantiu a vitória sobre a Itália por 1 a 0, no entanto, colocou a Irlanda no caminho da França.

Ao todo, 11 jogadores que estão nesta Eurocopa, participaram da partida de quase sete anos atrás, em Saint-Denis. Pelos donos da casa são seis, no caso Hugo Lloris, Steve Mandanda, Bacary Sagna, Patrice Evra, Moussa Sissoko e André-Pierre Gignac. Na seleção visitante são cinco atletas, Shay Given, John O'Shea, Glenn Whelan, Robbie Keane e Aiden McGeady.

Desta lista de atletas, Lloris, Evra, O'Shea e Whelan deverão começar jogando em Lyon.

O técnico Didier Deschamps, da seleção francesa, não tem qualquer problema para montar a escalação, já que não tem atletas lesionados ou suspensos. Como contra a Suíça, na última rodada do grupo A, alguns reservas que ganharam chance não convenceram, a base titular utilizada nas duas primeiras partidas deve ser mantida.

Já Martin O'Neill espera poder voltar a contar com o atacante Jon Walters, que se recupera de lesão. Como só jogou 64 minutos na estreia, com a Suécia, o camisa 14, mesmo que fique à disposição do treinador, deverá começar o confronto no banco de reservas.

Quem avançar do confronto entre França e Irlanda terá pela frente nas quartas de final Inglaterra ou Islândia, que duelam nesta segunda-feira, às 16h (horário de Brasília), no estádio Allianz Riviera, em Nice.



Prováveis escalações:

França: Lloris; Sagna, Rami, Koscielny e Evra; Kanté, Pogba e Matuidi; Griezmann, Payet e Giroud. Técnico Didier Deschamps.

Irlanda: Randolph; Coleman, Keogh, O'Shea e Ward; Whelan, McCarthy, Hendrick, Brady e Murphy; Long. Técnico: Martin O'Neill.

Árbitro: Nicola Rizzoli (Itália), auxiliado pelos compatriotas Elenito Di Liberatore e Mauro Tonolini .

Estádio: Parc Olympique Lyonnais, em Lyon (França).

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo