Esporte

Estudantes quenianos incendeiam internato por não poderem assistir à Eurocopa

27/06/2016 12h23

Nairóbi, 27 jun (EFE).- Estudantes de um centro de ensino médio em Kisii, no sudoeste do Quênia, atearam fogo a seus dormitórios em protesto pela decisão da direção de não lhes permitirem assistir à partida entre Portugal e Croácia, no último sábado, pelas oitavas de final da Eurocopa.

Cerca de 800 alunos do internato de Itierio incendiaram sete dos 11 dormitórios quando souberam que não poderiam ver a partida, que terminou com vitória dos portugueses por 1 a 0 na prorrogação, segundo informações da emissora local "KTN".

A diretoria do centro educacional considerou que o jogo teria início muito tarde, às 22h (local, 16h de Brasília), horário em que termina o tempo de lazer dos jovens durante o fim de semana.

Como protesto contra a decisão, os estudantes atearam fogo inclusive em seus pertences e causaram estrago nos dormitórios, na cozinha, na biblioteca e no laboratório do internato. À "KTN", os jovens reclamaram que as regras do local são "estritas demais".

Além de incendiarem o edifício em que vivem, os garotos ainda foram a outro centro de ensino médio próximo, onde quebraram as janelas.

As autoridades de Kisii investigam as causas deste e de outros protestos estudantis que vêm ocorrendo na cidade e que já provocaram distúrbios em 20 escolas da região nos últimos seis meses, segundo o jornal "Standard".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo