Esporte

Apresentado na Juventus, Daniel Alves fala em se 'reinventar'

28/06/2016 11h33

Roma, 28 jun (EFE).- O lateral-direito brasileiro Daniel Alves, que foi apresentado nesta terça-feira em Turim como novo jogador da Juventus, afirmou que deixou o Barcelona porque necessitava se reinventar e lutar por "novos desafios", como ganhar a Liga dos Campeões, que será o grande objetivo na próxima temporada.

"A Juventus é uma equipe que tem vontade de chegar a grandes títulos e todos temos novos desafios. Eu gosto da palavra reinventar. A Juventus representa o futebol italiano no exterior, é uma grande oportunidade e lutaremos até o final para conquistar nossos objetivos", afirmou.

O brasileiro mostrou gratidão ao Barcelona, clube onde jogou por oito anos, embora tenha destacado que todas as histórias "têm um ponto final".

"Houve grandes momentos, eles também têm uma grande história. Eu me considero um privilegiado por ter feito parte desse clube", disse Dani Alves.

O jogador disse ter percebido que não estava mais nos planos do clube catalão, por isso resolveu encerrar sua vitoriosa passagem pelo futebol espanhol.

"Todas as histórias têm um momento no qual terminam. Me dei conta que eles também tinham uma ideia de terminar nossa relação. Eu não gostava que tivessem essas ideias e decidi pôr o ponto final antes de que o fizessem eles", afirmou.

Na época do Barcelona, o lateral brasileiro utilizou três números de camisa (2, 6 e 22). Em Turim, Daniel Alves escolheu o 23, utilizado por grandes campeões como o jogador de basquete LeBron James.

"Eu escolhi a camisa número 23, é o número de muitos grandes campeões como o LeBron James. Ele também, como eu, decidiu mudar de equipe para tentar uma nova aventura e se reinventou. É um número que me motiva e quero me reinventar na Juventus", afirmou.

Daniel Alves, de 33 anos, mostrou o desejo de atuar ao lado do antigo companheiro de Barcelona, o argentino Javier Mascherano.

"Mascherano é um dos melhores jogadores que eu conheço, sou seu amigo e se pudesse compartilhar este ano com ele seria fantástico, mas isto não depende de mim. Depende também da Juventus, de Mascherano e do Barcelona. Mas se jogasse de novo com ele seria uma honra, seria outro grande jogador nesta equipe", finalizou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo