Esporte

Liderado por CR7, Portugal encara solidez polonesa por vaga nas semifinais

29/06/2016 14h44

Marselha (França), 29 jun (EFE).- A seleção de Portugal tentará nesta quinta-feira se classificar para as semifinais da Eurocopa pela terceira vez na história, mas para isso Cristiano Ronaldo e companhia terão de superar a solidez defensiva da Polônia no estádio Vélodrome, em Marselha.

Cristiano até agora só brilhou contra a Hungria, ainda na fase de grupos, quando marcou dois gols e evitou a eliminação precoce da equipe dirigida por Fernando Santos. Nas oitavas, diante da Croácia, esteve apagado, mas um rebote do goleiro após um chute seu permitiu que Nani fizesse o gol da vitória por 1 a 0 na prorrogação.

O craque já sabe o que é estar nas semifinais. Foi coadjuvante na campanha de 2004, em que a seleção lusitana foi vice-campeã em casa, e em 2012, já como protagonista, quando marcou o gol do triunfo sobre a República Tcheca nas quartas e parou apenas nos pênaltis diante da Espanha.

Portugal aparece como favorito diante de uma seleção que até esta edição jamais tinha vencido uma partida de Euro, mas que na França vem se mostrando muito firme, principalmente no setor defensivo. Foram apenas dois gols sofridos, e os poloneses inclusive conseguiram segurar o 0 a 0 com a Alemanha, atual campeã mundial.

Muito dessa força se explica no meio-campo, onde uma segunda linha de marcação com Krychowiak e Maczynski facilita as coisas para a dupla de zaga, formada por Glik e Pazdan.

O grande problema do time comandado pelo técnico Adam Nawalka vem sendo Lewandowski. Autor de 13 gols nas Eliminatórias e visto como um dos melhores centroavantes do mundo, o atleta do Bayern de Munique ainda não balançou as redes durante o torneio continental.

"Disse isso muitas vezes, e volto a repetir. Robert Lewandowski está muito bem física e mentalmente. Nesta equipe, está tendo um papel muito importante. É um grande motivador para seus companheiros, e o que faz em campo é muito importante", ressaltou Nawalka.

Portugal, apesar de ter superado um difícil duelo diante da Croácia, vem tendo de enfrentar críticas. Fernando Santos é acusado de cortar as asas de um time que poderia render mais por contar com atletas habilidosos, como Renato Sanches, Nani e o próprio Cristiano.

O treinador ainda tem três dúvidas para montar a formação inicial. O lateral-esquerdo Raphael Guerreiro e o volante André Gomes não treinaram com o restante do grupo nos últimos dias, enquanto o meia João Moutinho, retornou às atividades apenas na terça-feira.



Prováveis escalações:.

Polônia: Fabianski; Piszczek, Glik, Pazdan e Jedrzejczyk; Krychowiak, Maczynski, Blaszczykowski e Grosicki; Milik e Lewandowski. Técnico: Adam Nawalka.

Portugal: Rui Patrício; Cedric, Pepe, Fonte e Raphael Guerrero (Eliseu); William Carvalho, André Gomes (Renato Sanches), João Moutinho (Adrien Silva) e João Mario; Nani e Ronaldo. Técnico: Fernando Santos.

Árbitro: Felix Brych (Alemanha), auxiliado pelos compatriotas Mark Borsch e Stefan Lupp.

Estádio: Vélodrome, em Marselha.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo