Esporte

Lagerbäck despede-se: "Foi uma viagem maravilhosa"

03/07/2016 21h22

Paris, 3 jul (EFE).- Lars Lagerbäck, técnico da Islândia, afirmou neste domingo, após sua seleção perder por 5 a 2 para a França e ser eliminada da Eurocopa nas quartas de final, que a viagem com sua equipe "foi maravilhosa" e declarou que ainda pensa em continuar sua carreira em outro lugar.

Lagerbäck, de 68 anos, comandou a Islândia durante os últimos quatro anos junto com o islandês Heimir Hallgrimsson. Os dois formaram um dueto que levou a seleção rumo ao sucesso após conseguir jogar a repescagem para a Copa de 2014 e chegar às quartas de final da Eurocopa.

O técnico sueco acabou o contrato com a Islândia ao finalizar a Eurocopa e falou sobre seu futuro: "Não fechei a porta para o futebol. Talvez vá ser minha última experiência, embora não sei se ainda posso ser técnico. Se alguém quer usar meus serviços, por que não? Depende da oferta. Se fosse uma seleção? Não acho que aceitaria", comentou.

"Foi uma viagem incrível para mim durante estes quatro anos. Conheci gente maravilhosa e foi uma experiência fantástica. O apoio de nosso público foi fantástico. Houve muito entusiasmo. Desfrutei cada minuto que passamos na Islândia", continuou.

Além disso, Lagerbäck prevê um bom futuro para o time islandês: "Pode ser muito positivo se aprendermos as lições corretas deste torneio. Podemos avançar para promover o trabalho dos jogadores jovens em nosso país. Falei com os jogadores e lhes disse que esta partida se pareceu com a da repescagem contra a Croácia para a Copa do Mundo de 2014 que perdemos. Quando se está perto de uma grande façanha, é preciso aprender as lições", afirmou.

Lagerbäck reconheceu que a França foi melhor durante o primeiro tempo e destacou a reação de seus jogadores no segundo. Ele disse que durante os 45 minutos iniciais pôde ter havido um grande "bloqueio mental" e que a partida pôde ter afetado seus jogadores antes de começar.

"Cometemos erros tolos, mas em geral tivemos uma experiência positiva, mas para jogar a este nível, era preciso dar cem por cento. Sem isso, não era suficiente", afirmou.

"Também quero parabenizar a França. É uma grande equipe que ajudamos um pouco no primeiro período. Foi um torneio maravilhoso. Desejo agradecer a todo mundo que esteve conosco. Aos torcedores, jornalistas e a todo o pessoal da seleção", finalizou Lagerbäck.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo