Esporte

Comitê de Apelação da Fifa reduz suspensão de Jérome Valcke para 10 anos

05/07/2016 12h47

Redação Central, 5 jul (EFE).- O Comitê de Apelação da Fifa reduziu de 12 para dez anos a suspensão imposta ao ex-secretário-geral Jérome Valcke, conforme divulgou nesta terça-feira a federação, por meio de comunicado.

Outro que também teve pena diminuída foi o sul-coreano Chung Mong-joon, ex-vice-presidente da entidade, de seis para cinco anos. Ambos foram condenados por descumprimento do Código Ético da Fifa.

Valcke, que deixou a função em 17 de setembro do ano passado, foi acusado de envolvimento em um esquema de venda de ingressos para torneios, com preços acima dos estipulados oficialmente. A suspensão por 12 anos foi definida posteriormente, em fevereiro deste ano.

O suíço foi considerado culpado por infrigir sete artigos do Código de Ética da federação, os de regras gerais de conduta, lealdade, confidencialidade, prestação de contas, conflito de interesses, entre outros.

Moon-joon, vice-presidente da entidade entre 1994 e 2011, por sua vez, foi punido por envolvimento em irregularidades nos processos de escolha das sedes das Copa dos Mundo de 2018 e 2022. O dirigente pretendia concorrer nas eleições presidenciais da Fifa de fevereiro do ano passado, mas acabou impedido pela suspensão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo