Topo

Esporte

Técnico chama Calleri e diz que Argentina vai aos Jogos mesmo "com 13 ou 14"

07/07/2016 17h13

Buenos Aires, 7 jul (EFE).- O técnico Julio Olarticoecha, garantiu nesta quinta-feira que a seleção argentina disputará os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, mesmo que não consiga a liberação de 18 atletas, no dia em que anunciou a convocação do atacante Jonathan Calleri, do São Paulo.

"Se tiver que ir com 13 ou 14 jogadores, iremos da mesma forma. É preciso encarar qualquer situação. Não tenho dúvidas que iremos fazer um bom papel", disse o comandante da equipe olímpica, que foi apresentado hoje.

A não-liberação de atletas para os Jogos foi um dos motivos do pedido de demissão de Gerardo Martino. Hoje, Olarticoecha, campeão mundial em 1986, confirmou, por exemplo, que o Atlético de Madrid decidiu recusar a presença do atacante Luciano Vietto, do Atlético de Madrid, na competição.

"Até o momento, a única notificação que recebemos é a de Vietto, que contradiz o que havia sido dito inicialmente pelo clube", lamentou Claudio Tapia, vice-presidente da Associação de Futebol Argentina (AFA).

Com a ausência do jogador do Atlético de Madrid, Jonathan Calleri, que está no São Paulo, mas deverá mudar de clube nas próximas semanas, foi chamado. Olarticoecha revelou que o desejo do goleador foi fundamental para a convocação.

"Falamos há pouco, sobre algo que escutei ontem à noite, que ele havia se lamentado por não ter sido convocado. Achei que tem uma atitude muito boa, porque afirmou que morreria para estar na seleção" afirmou o treinador.

A lista definitiva de convocados para os Jogos Olímpicos precisa ser divulgada por cada seleção até o dia 14 de julho. A partir disso, qualquer alteração só pode ser feita em caso de lesão, com autorização da organização.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte