Esporte

Bielsa responde Lazio e alega que clube não cumpriu acordo sobre reforços

08/07/2016 20h13

Buenos Aires, 8 jul (EFE).- O técnico argentino Marcelo Bielsa explicou nesta sexta-feira que pediu demissão da Lazio dois dias depois de ter sido anunciado porque o clube italiano não cumpriu itens do acordo firmado antes de sua contratação, como a chegada de pelo menos quatro reforços antes do dia 5 de julho.

Em um texto divulgado hoje nas redes sociais pelo jornalista Emiliano Pinsón, amigo próximo de Bielsa, o técnico, de 60 anos, explicou que após quatro semanas de "trabalho em comum" com os dirigentes da Lazio não conseguiu concretizar "nenhuma das sete transferências previstas no programa de trabalho expressamente aprovado pelo presidente (do clube), Claudio Lotito".

"Levando em conta que também se considerou a saída de 18 jogadores que atuaram na temporada anterior, estava estipulado, como condição indispensável para a execução do programa de trabalho, que se contratasse pelo menos quatro jogadores antes de 5 de julho, com objetivo que pudessem participar da pré-temporada", afirma o texto.

"Pelo meu estilo de trabalho, precisava contar com os jogadores a tempo e em forma para treiná-los", ex-técnico de Athletic Bilbao e Olympique de Marselha.

Bielsa também deixou claro que não tem nenhuma outra opção de trabalho, descartando os rumores que o ligavam ao cargo de técnico da Argentina, seleção que comandou entre 1998 e 2004.

"Enviaremos em breve a documentação sobre a demissão. Entendo que os senhores informação sobre a decisão à imprensa. Só se for necessário, farei algum tipo de esclarecimento público", escreveu o técnico no fim da carta enviada aos dirigentes da Lazio.

'El Loco' Bielsa também criticou o fato de a Lazio ter publicado o contrato entre as partes, apesar de os dirigentes saberem que o acordo "não era viável" se as cláusulas firmadas não fossem cumpridas.

Já a Lazio afirmou hoje que entrará na Justiça contra o técnico argentino para proteger seus direitos. "É uma clara violação dos compromissos aceitos com contratos assinados na semana passada e regularmente enviados à Federação Italiana de Futebol".

Por enquanto, o clube será comandado pelo ex-jogador e assistente técnico italiano Simone Inzaghi.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo