Esporte

Ancelotti diz que não fará revolução no Bayern e se diz satisfeito com elenco

11/07/2016 10h55

Berlim, 11 jul (EFE).- Apresentado nesta segunda-feira como técnico do Bayern de Munique, o italiano Carlo Ancelotti elogiou o trabalho de seu antecessor, Josep Guardiola, e deu a entender que dará continuidade ao trabalho do espanhol, mantendo o estilo de jogo, e que não precisa de reforços para o elenco.

"Não estou aqui para fazer uma revolução. O trabalho de Guardiola foi fantástico, e quero continuar com ele", disse Ancelotti em sua primeira entrevista coletiva como treinador do Bayern.

"O Bayern é uma das melhores equipes do mundo. Tem uma grande tradição, e quero seguir nessa linha. Sei que o estilo do Bayern é o futebol ofensivo, e eu amo o futebol ofensivo", acrescentou.

Ancelotti iniciou a coletiva com uma breve introdução em alemão, depois da qual prometeu melhorar no idioma e advertiu que, por enquanto, é melhor que perguntas e respostas sejam feitas em inglês ou italiano.

Na linha de dar sequência ao que foi feito por Guardiola, o italiano reiterou que, por enquanto, não vê necessidade de fazer novas contratações, embora não as tenha descartado. Até agora, o Bayern contratou o zagueiro Mats Hummels, ex-Borussia Dortmund, e o volante Renato Sanches, sensação de Portugal na conquista do título da Eurocopa e que estava vinculado ao Benfica.

"Estou completamente satisfeito com o elenco, acredito que o grupo é muito bom. Não conversei com o clube sobre novas contratações, mas o mercado está aberto até o dia 31 de agosto e ainda podem acontecer algumas coisas. No entanto, o que quero é trabalhar com os jogadores que já estão aqui", destacou.

Nas últimas três temporadas, a equipe bávara foi comandada por Guardiola, que foi tricampeão alemão, mas não conquistou o título da Liga dos Campeões, o que deixou em alguns torcedores a impressão de que o trabalho não foi muito bom. Ancelotti se disse preparado para essa pressão por grandes resultados.

"Tive a sorte de trabalhar em clubes de elite onde sempre é preciso ganhar títulos. Não sinto muito a pressão, estou acostumado a ela", garantiu.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo