Esporte

Para promotoria, arquivamento do "caso Neymar" é precipitada

11/07/2016 11h08

Madri, 11 jul (EFE).- O promotor-chefe da Audiência Nacional espanhola, Javier Zaragoza, disse que considera precipitada a decisão de arquivar a causa aberta envolvendo Neymar e o Barcelona por supostas irregularidades na transferência do jogador, aberta a pedido do fundo DIS, que administrava 40% dos direitos federativos do atacante.

Em entrevista concedida após um curso de férias da Polícia Nacional da Espanha, Zaragoza lembrou que a Promotoria recorrerá junto à Sala penal em dois ou três dias da decisão do juiz instrutor José de la Mata.

"Há indícios e dados sólidos para entender que há alguns comportamentos puníveis que devem ser examinados em um julgamento e em um tribunal", declarou.

De la Mata definiu o não prosseguimento da causa ao considerar que as condutas denunciadas pelo DIS, embora possam ter repercussões esportivas, éticas e disciplinares, não se encaixam em um procedimento penal.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo