Esporte

Campeã europeia do salto em altura diz que insegurança no Rio é pior que zika

12/07/2016 15h11

Santander (Espanha), 12 jul (EFE).- A espanhola Ruth Beitia, que na semana passada se sagrou tricampeã europeia do salto em altura, disse nesta terça-feira que a maior preocupação que tem nos Jogos Olímpicos é a falta de segurança no Rio de Janeiro e não o vírus da zika.

A atleta fez a revelação durante um congresso sobre esporte na Universidade Internacional Menéndez Pelayo, em Santander, na Espanha. Esperança de medalha do país, Beitia tratou a doença, que já fez com que alguns atletas desistissem do evento, como uma "cortina de fumaça".

Para a saltadora, se as autoridades de saúde não solicitaram a mudança da sede dos Jogos, por causa da zika, os atletas deveriam encarar que não há "nenhum problema", se todos tomarem medidas de prevenção.

"Acho que a insegurança que há atualmente no Brasil é mais preocupante do que o mosquito", disse a espanhola.

Além disso, Beitia, garantiu que seria um "sonho" conquistar medalha no Rio de Janeiro.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo