Esporte

Fisco espanhol diz que não vai recorrer de condenação a Messi

13/07/2016 11h52

Barcelona, 13 jul (EFE).- O Fisco da Espanha não recorrerá da pena de 21 meses de prisão imposta pela Audiência de Barcelona a Lionel Messi, mesmo depois de ter considerado que o jogador não é culpado dos três crimes fiscais de que era acusado.

Segundo informações fornecidas à Agência Efe por fontes da justiça, o Ministério Público definiu não recorrer à Corte Suprema da sentença da última semana, em que a Audiência condenou Messi e seu pai a 21 meses de prisão por fraude fiscal de 4,1 milhões de euros entre 2007 e 2009.

A Receita, que inicialmente promover ação criminal contra os dois, acabou por pedir o arquivamento do caso, depois de Messi devolver o montante em questão, concluindo que o atacante não teve conhecimento da fraude. Isso porque sua intervenção foi "puramente formal", limitando-se a seguir as indicações do pai.

Por esse motivo, o Fisco acusou no julgamento apenas o pai do atleta, Jorge Horacio Messi, para quem pediu 18 meses de prisão, enquanto a Advocacia do Estado pedia uma condenação para ambos de 22 meses e 15 dias de prisão.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo