Topo

Esporte

Nacional de Medellín disputará 3ª final de Libertadores de sua história

13/07/2016 23h47

Medellín (Colômbia), 13 jul (EFE).- O Nacional de Medellín, graças a vitória desta quarta-feira sobre o São Paulo por 2 a 1, se garantiu pela terceira vez na história na final da Taça Libertadores e buscará o bi contra Boca Juniors, da Argentina, ou Independiente del Valle, do Equador.

Melhor time da fase de grupos desta edição, o time colombiano foi campeão continental em 1989, quando superou o Olimpia, do Paraguai, na decisão. Após derrota por 2 a 0 na ida, e vitória pelo mesmo placar na volta, a equipe liderada em campo pelo goleiro René Higuita levou a melhor nos pênaltis por 5 a 4.

Seis anos depois, o Nacional, do atacante Victor Hugo Aristizábal, encarou o Grêmio, sendo derrotado por 3 a 1, no estádio Olímpico, em Porto Alegre, e depois empatando em 1 a 1, em casa.

Na história da Libertadores, o futebol da Colômbia tem apenas dois títulos, o do time de Medellín, conquistado 27 anos atrás, e o do Once Caldas, de 2004. Curiosamente, nas semifinais, o time de Manizales também passou pelo São Paulo para chegar à decisão.

Amanhã, o Nacional conhecerá o adversário na decisão, que sairá do confronto no estádio La Bombonera entre o Boca Juniors e o Independiente del Valle. Na ida, o time equatoriano levou a melhor por 2 a 1 e, por isso, joga pelo empate.

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte