Esporte

Atentado de Nice leva Brasil a revisar planejamento de segurança olímpica

15/07/2016 14h37

Rio de Janeiro, 15 jul (EFE).- O atentado de quinta-feira na cidade francesa de Nice - que deixou pelo menos 84 mortos - obriga o Brasil a "revisar" o plano que tinha projetado para garantir a segurança nos Jogos Olímpicos de agosto próximo no Rio de Janeiro, admitiu o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), Sérgio Etchegoyen.

"Vamos ter de revisar as medidas, ampliar as barreiras, as revistas. Vamos ter de adotar uma segurança muito mais rígida", afirmou o ministro.

Em entrevista coletiva em Brasília, após uma reunião na Presidência em que foi avaliado o atentado em Nice, Etchegoyen afirmou que as revistas vão ser "um novo transtorno" para os cidadãos, apesar de ter afirmado que será para sua segurança.

O ministro afirmou que, embora o governo "ainda esteja em estado de choque pela tragédia", já se está "trabalhando para poder garantir que se mantenha o mesmo nível de segurança" para os Jogos Olímpicos, que serão abertos no dia 5 de agosto no Maracanã.

A fim de avaliar as novas medidas que poderiam ser adotadas, o presidente interino, Michel Temer, terá nesta sexta-feira no Palácio do Planalto uma reunião com os ministros da Defesa, Raul Jungmann, e de Justiça, Alexandre de Moraes, e com o próprio Etchegoyen.

"Precisamos fazer uma auditoria sobre nosso planejamento para ver se existe alguma lacuna que, por algum motivo, acreditamos poder ter passado por cima", afirmou o chefe do Gabinete de Segurança.

Até o momento, as autoridades brasileiras vinham rejeitando que os atentados terroristas que aconteceram na Europa nos últimos meses afetariam o plano de segurança já estabelecido, pois este tipo de ação já estava contemplada em seus documentos de trabalho.

No entanto, o atentado de ontem cometido pelo tunisiano Mohammed Bouhlel, que usou um caminhão para realizar o massacre no Passeio dos Ingleses de Nice, onde centenas de pessoas festejavam a festa nacional do Dia da Bastilha, "aumentou o nível de preocupação", reconheceu Etchegoyen.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo