Esporte

Golpe de estado deve causar cancelamento de jogo festivo de Eto'o na Turquia

15/07/2016 20h10

Redação Central, 15 jul (EFE).- Os ex-jogadores Deco, Carles Puyol, Eric Abidal e Samuel Eto'o e o meia Arda Turan foram surpreendidos pelo golpe de Estado na Turquia, onde participariam de um jogo beneficente organizado pelo camaronês em Antalya, evento cuja realização agora está ameaçada.

Já Lionel Messi cancelou a viagem para a cidade turca horas depois do conflito militar. O craque passa férias em Ibiza, na Espanha, e chegaria ao local amanhã para participar da partida festiva.

Deco publicou no Instagram uma foto do jantar da Fundação Samuel Eto'o pouco antes do golpe militar, que levou ao bloqueio das principais redes sociais.

Para a denominada Eto'o Charity Match estavam confirmadas as presenças de atletas, ex-atletas e técnicos como Diego Maradona, José Mourinho, Xavi, Fabio Capello, Pierre-Emerick Aubameyang, Karim Benzema, Drogba, Demba Ba, Geremi, Eden Hazard, Nwankwo Kanu, Marcel Desailly e Jay Jay Okocha, entre outros. Entretanto, não está confirmado se todos eles estão na Turquia neste momento.

De acordo com o jornal espanhol "Sport", os convidados de Eto'o estão tentando deixar o país o mais rápido possível em avião particular. Ainda não houve um pronunciamento da organização do evento a respeito de um provável cancelamento.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo