Esporte

Ministro dos Esportes da Rússia ataca IAAF: "Completamente corrupta"

21/07/2016 10h28

Moscou, 21 jul (EFE).- O ministro dos Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, acusou a Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) de ser desonesta, após o veto do atletismo do país nos Jogos Olímpicos, que foi confirmado pela Corte Arbitral do Esportes (CAS).

"A federação internacional é completamente corrupta. Com eles, tudo começou. Aquelas pessoas apontadas no primeiro relatório da comissão independente, seguem trabalhando", disse o titular da pasta.

Mutko lamentou a decisão da CAS, que rejeitou recurso de 68 atletas, incluindo Yelena Isinbayeva, bicampeã olímpica do salto com vara, para participar dos Jogos do Rio sob a bandeira do país do Leste Europeu.

"Infelizmente, ao se introduzir a responsabilidade coletiva, foi criado um precedente. Não esperávamos outra coisa, no entanto, já que quando o vice-presidente do COI disse que os atletas russos não tinham nada a fazer nos Jogos, já estava dado o sinal", disse o ministro.

O titular da pasta ainda garantiu que a suspensão imposta pela IAAF à federação do país, por conivência com o doping, foi subjetiva e politizada, sem qualquer base jurídica.

Já o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov, garantiu que toda a equipe olímpica da Rússia, inclusive os convocados para formar a seleção de atletismo, seguirão treinando, visando os Jogos do Rio de Janeiro.

"Apesar de tudo, continuam seus treinamentos. Muitos deles, inclusive, estão fora de Moscou", garantiu o representante do governo.

Técnica da equipe nacional de ginástica, Valentina Rodionenko, em treino aberto à imprensa russa, revelou que as atletas da modalidade não estão dispostas a abrir mão de vir ao Rio de Janeiro, dando a entender que aceitarão a oferta de competir sob a bandeira olímpica.

"Se impedirem o restante da delegação russa de disputar os Jogos, a equipe de ginástica a equipe de ginástica não está disputa a renunciar participar, em solidariedade aos atletas. Está em jogo o destino das meninas e meninos. É o trabalho deles", afirmou.

A decisão tomada hoje pela CAS pode ser crucial para o Comitê Olímpico Internacional (COI), decidir sobre a exclusão da Rússia dos Jogos do Rio, devido as denúncias contidas em relatório feito a pedido da Agência Mundial Antidoping (WADA), sobre doping sistemático e patrocinado pelo governo, nos Jogos de Inverno, em Sochi, disputados dois anos atrás.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo