Esporte

Putin ordena criar comissão independente para lutar contra doping na Rússia

22/07/2016 11h08

Moscou, 22 jul (EFE).- O presidente russo, Vladimir Putin, ordenou nesta sexta-feira criar uma comissão independente para lutar contra o doping na Rússia, às vésperas da divulgação da decisão do Comitê Olímpico Internacional (COI) sobre a presença da delegação russa nos Jogos do Rio.

"Insisto em uma comissão independente na qual podem fazer parte especialistas russos e estrangeiros nos âmbitos da medicina, jurisprudência e conhecidas figuras do esporte e da vida pública", disse Putin durante a reunião do governo.

Sua missão deve ser "o estrito controle sobre a efetiva realização do plano nacional de luta contra o doping", disse Putin, que considera que esse órgão não-governamental deve ser liderado por "uma pessoa com uma reputação absolutamente irrepreensível, que conte com a confiança e o respeito da família olímpica".

"Em nosso país existe dita figura. Trata-se de Vitaly Smirnov, o decano do COI e membro desde 1971. Acredito que devemos nos dirigir a ele com o pedido para que lidere essa comissão", acrescentou.

Putin expressou sua confiança de que Smirnov, "alguém que doou tantos anos ao movimento olímpico e ao desenvolvimento do esporte em nosso país", aceite a proposta.

Smirnov, de 80 anos, membro de honra do COI desde janeiro, exerceu em várias ocasiões o papel de vice-presidente desse organismo (1978-82, 1990-94 e 2001-2005).

"A postura oficial das autoridades russas, do governo e do Presidente, de todos nós radica em que no esporte não há e não pode haver lugar para o doping. O esporte deve ser limpo e a saúde dos esportistas deve ser garantida", ressaltou.

Para isso, acrescentou, "é necessário cooperar estreitamente com a comissão disciplinar do COI, a Agência Mundial Antidoping e as federações internacionais, sejam esportes olímpicos ou não".

O Kremlin expressou hoje sua esperança de que o COI permita que os atletas russos limpos de doping estejam nos Jogos Olímpicos.

"Todos os esportistas que não foram pegos no doping ou que não são suspeitos disso devem ter direito a participar dos Jogos Olímpicos. E essa é precisamente a decisão que esperamos", disse Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin.

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) rejeitou ontem por unanimidade o recurso apresentado por 67 atletas russos contra o veto que imposto pela Associação Internacional de Federações de Atletismo (IAAF) que suspendeu a federação russa por conivência com o doping.

O COI tomará nos próximos dias uma decisão sobre a participação da equipe olímpica russa por completo nos Jogos de Rio com base na decisão do CAS e do relatório McLaren, que acusou na segunda-feira a Rússia de doping de Estado nos Jogos de Inverno de Sochi 2014 e nos Mundiais de atletismo de Moscou 2013, entre outras competições.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo