Esporte

Kremlin afirma que Putin não estará na cerimônia de abertura dos Jogos do Rio

25/07/2016 08h58

Moscou, 25 jul (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, não virá ao Rio de Janeiro para a cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2016, apesar de o Comitê Olímpico Internacional (COI) ter decidido não banir os atletas russos das competições, informou nesta segunda-feira o Kremlin.

"Nos planos do presidente não figura tal viagem. Ele tem outra agenda de trabalho", disse Dmitri Peskov, porta-voz do Kremlin, em entrevista à imprensa local.

No entanto, Peskov não descartou que Putin venha ao Brasil durante a disputa dos Jogos Olímpicos para apoiar os atletas russos. Antes mesmo que o COI tomasse uma decisão sobre a manutenção da equipe do país no evento, Putin determinou a criação de uma comissão independente para combater o doping, liderada por Vitaly Smirnov.

Peskov lamentou também que o COI tenha proibido os dirigentes esportivos russos de virem aos Jogos Olímpicos devido às acusações de um esquema de doping controlado pelo governo durante os Jogos de Inverno de Sochi (2014) e do Mundial de Atletismo de Moscou (2013).

"Esta e outras decisões mostram mais uma vez a necessidade de uma maior cooperação com o COI na hora de defender nossas posturas e, o mais importante, superar as suspeitas e as preocupações que o COI e outras organizações esportivas possam ter", disse.

Um dos que está proibido de vir aos Jogos Olímpicos é o ministro de Esportes da Rússia, Vitaly Mutko, que muitos consideram como o responsável pelo escândalo de doping que atingiu o país.

Nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, o presidente russo também não foi à cerimônia de abertura, mas depois viajou à capital britânica para ver as competições de judô, na qual os russos conquistaram três ouros.

Contra todas as previsões, o COI decidiu no domingo que as federações internacionais terão a responsabilidade de autorizar ou não os atletas russos de participarem dos Jogos do Rio. Eles terão que completar uma série de critérios, entre eles o mais importante: nunca terem sido pegos em exames antidoping.

Além disso, se autorizados, os atletas russos serão submetidos a novos exames realizados pela Agência Mundial Antidoping (Wada).

A Wada, que tinha recomendado que a equipe olímpica russa fosse excluída dos Jogos do Rio, se disse decepcionada com a decisão do COI.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo