Esporte

Federer está fora dos Jogos Olímpicos e de todo o restante da temporada

26/07/2016 16h49

Redação Central, 26 jul (EFE).- O tenista suíço Roger Federer anunciou nesta terça-feira que não poderá disputar os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e que ficará de fora do restante da temporada devido a um processo de reabilitação após ter passado por uma cirurgia no joelho esquerdo.

"Estou extremamente decepcionado por anunciar que não poderei representar a Suíça nos Jogos Olímpicos no Rio e que também perderei o restante da temporada", afirmou Federer em seu perfil no Facebook.

O tenista suíço, medalhista de prata em simples em 2012 e de ouro em duplas em 2008, com Stan Wawrinka, confessou que foi uma decisão difícil, mas ressaltou que precisa dar ao próprio corpo o tempo total para se recuperar totalmente.

"Considerando todas as opções após consultar meus médicos e minha equipe, tomei a decisão muito difícil de encerrar minha temporada porque preciso de uma reabilitação mais extensa depois de minha operação de joelho no começo deste ano", acrescentou.

O número 3 do mundo passou por uma artroscopia em fevereiro, depois de ter sofrido uma lesão no menisco durante uma das semifinais do Aberto da Austrália, em que foi derrotado pelo sérvio Novak Djokovic.

O dono de 17 títulos de Grand Slams retornou ao circuito nos Masters 1000 de Roma e Monte Carlo, mas voltou a se ausentar, em Roland Garros, por problemas físicos. Voltou na gira de grama em que foi às semifinais em Stuttgart e em Halle. Em Wimbleon, também avançou até a semi, em que perdeu para o canadense Milos Raonic em cinco sets.

"Os médicos me alertaram que, se quiser continuar no circuito por outros anos, como eu pretendo fazer, devo dar a ambos, a meu joelho e a meu corpo, o tempo adequado de recuperação", justificou.

Federer já participou de quatro edições dos Jogos. Foi semifinalista em 2000, em Sydney, onde perdeu a disputa pelo bronze para o francês Arnaud di Pasquale; caiu nas quartas de final em 2004, em Atenas; perdeu nas quartas de final em Pequim, em 2008; e foi derrotado pelo britânico Andy Murray na decisão em 2008, em Londres.

Além do Rio 2016, o suíço ficará fora de outros torneios importantes, como o US Open, os Masters 1000 de Cincinatti, Xangai e Paris e do ATP Finals, para o qual sequer terá condições de se classificar.

"É duro perder o restante da temporada. No entanto, o lado positivo é que esta experiência me fez compreender o quanto fui sortudo ao longo da carreira com muito poucas lesões", destacou.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo