Esporte

Putin diz que exclusão de atletas russos limpos é ação de "politiqueiros"

27/07/2016 13h45

Ignacio Ortega.

Moscou, 27 jul (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, foi duro nesta quarta-feira ao criticar a exclusão de alguns atletas, que não estejam envolvidos em casos de doping, dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro

"A situação sai, não só do marco legal, mas também do bom senso. É preciso dizer com toda clareza que os politiqueiros não querem deixar o esporte em paz. É uma tentativa de levar aos esportes as regras que, infelizmente, dominam a política mundial", disse o líder.

Putin, que já confirmou ausência na Cerimônia de Abertura dos Jogos, recebeu hoje a equipe olímpica do país no Kremlin e fez um apelo, para que "demonstrem a todo o mundo que sabem vencer honestamente".

O presidente russo afirmou que é uma "derrota" que muitos atletas do país, sem nunca terem "provas concretas de doping", terem sido excluídos dos Jogos, pois desacreditam os princípios do movimento olímpico.

"De fato, é uma revisão ou uma tentativa de revisar os ideiais de Pierre de Coubertin", disse Putin, em referência ao "pai" dos Jogos moderson.

A decisão divulgada domingo pelo COI apontou para a exclusão de atletas por descumprirem regras da Agência Mundial Antidoping (Wada) ou por menção no relatório McLaren, que acusa o país de patrocinar um sistema de mascaramento de consumo de substâncias ilegais.

"É evidente que a ausência de esportistas russos, líderes em muitas modalidades, diminuirá notavalmente o nível da competição e a espetacularidade da competição. Não podemos estar de acordo com a infundada desqualificação dos nossos atletas", garantiu o presidente.

Putin chamou a decisão de "aberta discriminação", e assegurou que a Rússia fará todo o possível para garantir que todos os atletas disputem os Jogos, sempre no "terreno legal" e "em estrita concordância com a Carta Olímpica".

Além dos integrantes da delegação que virá ao Rio, o presidente também se encontrou com Yelena Isinbayeva, bicampeã olímpica do salto com vara, que está fora da competição por causa da suspensão da federação russa de atletismo.

Apesar das críticas, Putin elogiou o COI por resistir a "enorme pressão" sofrida para excluir a Rússia dos Jogos Olímpicos, em todas as modalidades. Segundo o mandatário, isso não "provocou uma cisão no seio do movimento olímpico".

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo