Esporte

Murray descarta medo e zika e nega pressão na busca pelo 2º ouro olímpico

02/08/2016 22h38

Redação Central, 2 ago (EFE).- O atual campeão olímpico no tênis, o britânico Andy Murray, disse não compartilhar das preocupações que rodeiam os Jogos do Rio de Janeiro, como a epidemia do vírus da zika, que chegou a causar a desistência de atletas estrangeiros, inclusive em sua modalidade.

"Falei com meu médico e ele me garantiu que não devo ter problemas. Não fui picado e não acho que isso seja um problema neste momento do ano por aqui. Existem muitos lugares piores neste aspecto. Só espero que não aconteça nada", disse nesta terça-feira o tenista, que já treina no Rio.

Murray pode se tornar o primeiro tenista a conquistar duas medalhas de ouro consecutivas nos Jogos Olimpicos após o título que obteve em Londres 2012, mas disse estar tranquilo em relação à pressão.

"Só senti pressão em Wimbledon, devido ao lugar onde o torneio é disputado. Aqui encaro como qualquer outro torneio e me prepararei da melhor forma possível", analisou o escocês.

Sobre os adversários ausentes na briga pela medalha olímpica, o tenista lamentou as desistências dos suíços Roger Federer e Stan Wawrinka, que se lesionaram.

"Obviamente, são grandes jogadores e capazes de ganhar competições deste tipo, então é uma grande pena que não estejam aqui. Mas, mesmo assim, é um torneio bastante forte, de alto nível. Muitos dos 20 melhores jogadores do mundo estão aqui. É uma lástima que alguns dos 10 estejam ausentes. Alguns pela zika, outros por lesões. É uma pena".

Na opinião de Murray, que conquistou o ouro em 2012 ao derrotar Federer na decisão, os Jogos Olímpicos representam uma competição incomparável.

"Sim, é diferente. Todo o ambiente que rodeia os Jogos Olímpicos é diferente. Você está próximo de vários dos melhores atletas do mundo", destacou.

Em uma fase anterior de sua preparação, o campeão olímpico dividiu treinos em Mallorca com o espanhol Rafael Nadal, que confirmou nesta terça-feira sua participação nos Jogos, após afastamento desde maio causado por uma lesão no punho esquerdo.

"Treinamos um pouco juntos. Treinei com Rafa duas vezes e ele foi bem. Fez bastante calor, mas ele foi bem", disse Murray.

ID: {{comments.info.id}}
URL: {{comments.info.url}}

Ocorreu um erro ao carregar os comentários.

Por favor, tente novamente mais tarde.

{{comments.total}} Comentário

{{comments.total}} Comentários

Seja o primeiro a comentar

{{subtitle}}

Essa discussão está encerrada

Não é possivel enviar novos comentários.

{{ user.alternativeText }}
Avaliar:
 

* Ao comentar você concorda com os termos de uso. Os comentários não representam a opinião do portal, a responsabilidade é do autor da mensagem. Leia os termos de uso

Escolha do editor

{{ user.alternativeText }}
Escolha do editor

Facebook Messenger

Receba as principais notícias do dia. É de graça!

Mais Esporte

Topo